Time of the season

{para escutar durante o post} 🎧

A loja Rosegal, que é parceira do blog e de quem eu já falei aqui e fotografei algumas peças aqui, me mandou mais um item para ser resenhado. E confesso que quando fiz a solicitação do vestido no site, a tentativa (muito bem-sucedida, diga-se de passagem) era de colocar um pouco mais de estampas belas na minha arara de roupas.

No final das contas, além de flores supercoloridas, minha arara ganhou também mais um vestido em A lindo – um dos meus shapes preferidos. E assim como o vestido em A preto e branco deles de que eu já falei aqui no blog, esse vestido do post também tem um tecido mais encorpado, o que eu acho essencial para dar volume e movimento à uma silhueta dessas.

O vestido faz parte da categoria Print Dresses do site, tá por R$49,40 e além das estampas florais e de chaves (as da gola são as mais fofas!), o tecido dele é todo texturizado. Vocês me perdoem se eu estiver usando o termo errado, mas pra mim é como se tanto na parte de cima quanto na de baixo ele fosse todo quiltado em formato de flores. O que de longe pode até passar despercebido, mas de perto se torna um tipo de detalhe que torna a peça ainda mais incrível.

Além disso, preciso falar que todas as peças da Rosegal que recebi até hoje nesse formato, vieram com pregas muito bem feitas na parte de baixo. Acabamento que eu, particularmente, acho essencial em vestidos assim.

As outras peças que compõem o meu look não são da loja, mas acredito que sirvam como um ideia inicial pra gente pensar em vários outros tipos de combinações que podem ser feitas com esse vestido. Eu particularmente ainda quero muito usá-lo com sapatilha, um casaquinho ou blazer se esfriar um pouco, brincar com chapéus de abas maiores e apostar em outros modelos de bolsas que ajudem a acender a estampa. Mas aí, é claro, vai do estilo e gosto de cada um pra combinar como bem entender.

Preciso agradecer MUITO a Ariane pela paciência e ajuda com o shooting. Todas as fotos daqui do post são dela, e olha que essa foi a nossa segunda sessão, já que na primeira vez, a câmera fez o favor de zoar com todas as fotos que a gente tinha feito. Ari, obrigada mesmo, cê arrasa <3

Bisous, bisous eaté amanhã! o/

Um punhado de opiniões sobre a coleção do Alexandre Herchcovitch para a C&A

Hoje, depois de uma manhã corrida de trabalho na redação, saí da editora e fui para o Bauru Shopping conferir a nova parceria desenvolvida entre o estilista Alexandre Herchcovitch e a C&A. Com uma ansiedade que fazia muito tempo que eu não sentia quando o assunto era parceria de grandes estilistas com redes de fast-fashion, fui ver de perto as peças que já haviam sido divulgadas ontem no site da loja, mas que só chegaram hoje às unidades da rede.

O desfile de lançamento da coleção foi ontem, na Praça das Artes em São Paulo, e dá pra ser visto completinho no vídeo aqui de baixo. Nele a gente nota um casting super diversificado de idades, tipos físicos, estilos… Uma heterogeneidade que faz bastante juz a uma coleção que perpassa um monte de fases diferentes da carreira do estilista. O foco, é claro, são suas raízes, mas pra quem admira o trabalho de Herchcovitch (oi!) e conhece um pouquinho da sua história, a ideia da coleção ganha um sentido ainda mais especial.

Eu amei ver, por exemplo, como eles trouxeram diversos tipos de elementos-chave da carreira do Alexandre, – como as caveiras, o xadrez, a alfaiataria, a risca de giz – de um jeito super, super, super usável. É roupa que você coloca pra trabalhar, roupa que você coloca pra ir no barzinho, roupa que você coloca pra ver o namorado. Roupa que você usa. Mesmo. E ainda que eu ame coleções conceituais, acho que é importantíssimo que as redes de fast-fashion cumpram esse compromisso  de moda comercial com o consumidor.

Dá pra ver e comprar no site da C&A todas as peças da coleção, que chegam quase a 200 itens (!) entre roupas femininas, masculinas e acessórios. Além disso, dá pra ver por lá também um dos itens da parceria que mais causou frisson: o vestido de noiva, que eu achei uma sacada super inteligente e que, quem sabe, pode virar um novo filão a ser explorado nessas parcerias.

Mas vamos ao que interessa: a qualidade, corte e acabamento das peças.

Depois de ver todos os itens no site e ver ao vivo, tive algumas surpresas muito boas e umas pequenas estranhezas também. As blusas de crepe com efeito acetinado, por exemplo, que não tinham chamado minha atenção antes, ganharam meu coração. A amarela é linda e vai ficar especialmente mais chique em quem tem cabelo ou pele morena. Os vestidos florais são mil vezes mais lindos pessoalmente e acho que o maior trunfo da coleção é que os cortes das peças são bons. As calças e shorts são bem alinhados e o casaco vermelho, que eu não resisti e comprei, fica com uma silhueta linda no corpo!

Por outro lado, os vestidos de paetês são meio esquisitos e as camisetas de caveira, uma das peças que eu mais queria comprar, me deixaram um pouco na dúvida. Ainda que vestissem bem, fiquei com medo do tecido e botei na balança se valia a pena os R$89,99 que eles estavam cobrando.

Em geral eu gostei muito da coleção. Ela tá redondinha, bem-feita, muito bem pensada e visando diversos tipos de público. No tempo que fiquei na loja, vi muita gente entrando na C&A só pra provar as peças da coleção e era legal ver a heterogeneidade do pessoal.

Vale a pena dar uma olhadinha pessoalmente se tiver uma unidade com a coleção aí perto da sua casa.

Bisous, bisous e até amanhã!

Shooting: vestido vintage e colar courado com pérola

{God Help The Girl – Emily Browning}

Essa é a primeira vez que faço uma sessão de fotos para o blog e tenho certeza de que a estreia dessa categoria de shootings não poderia ter começado de um jeito mais legal!

Resultado de uma parceria com a loja Rosegal, – lembram quando eu falei sobre ela aqui, explicando direitinho como comprar por lá? – esse vestido vintage lindo (rodadão do jeito que eu gosto) e o colar de pérola foram pedidos por mim pra um review mais detalhado.

Fiquei muito interessada quando vi eles no site porque além do vestido ter essa silhueta em A que eu tanto gosto e ter cores neutras que são mais fáceis de combinar com sapatos e acessórios, o colar é super delicado e clássico, e pérolas estão no topo da minha lista de paixões.

O vestido faz parte da categoria “Vintage Dresses”, é feito de poliéster, tem tamanho único, custa $20,91 e é extremamente confortável. Eu gostei muito da sua parte de baixo porque a saia é rodada na medida certa, com um volume bem gracinha que não fica exagerado. O zíper de trás é bem resistente e eu gostei de como ele vestiu no meu corpo. Sabe quando você veste uma roupa e se sente bem dentro dela? Mais bonita e confiante? Pois foi assim com esse vestido.

O colar dourado tem uma pérola solitária na sua ponta bem delicadinha. Ele faz parte da categoria “Acessories”, custa $3,53 e tem seu comprimento em torno de 22cm a 25cm, o que não o deixa muito justinho no pescoço e faz a pérola ganhar destaque sobre a roupa.

Uma coisa bem legal a se dizer da encomenda foi que os produtos chegaram bem depressa aqui em Bauru. Sete dias depois de postados eles já estavam no Brasil (muito, muito rápido!) e depois só demoraram mais onze dias pra vir dos correios de Curitiba até aqui. No total, achei um tempo mais do que excelente pra uma compra internacional.

Espero que vocês tenham gostado das fotos – que foram todas batidas pela amiga de todas as horas Ariane Silva (thanks, Ari!) – e deem um pulinho lá no site da Rosegal pra conferir os outros muitos produtos que eles têm.

Bisous, bisous e boa semana!