Os cinco de janeiro 2015

Todas as fotos desse post são do meu instagram @paulinhav.

Recheadinho de morangos

Meu primeiro dia do ano já começou com festa, na comemoração de aniversário da minha mãe. Fiquei feliz de estar ao lado dela nesse dia, porque há quatro anos não conseguíamos comemorar essa data juntas, já que eu costumo passar o Ano Novo em Mogi Mirim e ela em Leme. 2015, no entanto, já começou diferente, e fiquei Natal e Ano Novo com meus pais (e com Diego também, na passagem <3). No dia primeiro, junto do bolo de aniversário recheadinho de morangos e de tias, primos e avô, cantamos juntas o “parabéns pra você” :)

Tem festa de aniversário, sim senhor!

Já falei aqui no blog que em janeiro completei 25 anos de idade e que tô muito empolgada com todas as coisas que prometem acontecer nesse ano. Pra comemorar o quarto de século, chamei os amigos pra ir no Bangkok, um restaurante de comida tailandesa que eu amo aqui em Bauru e que, além dos quitutes deliciosos, tem também uma decoração maravis, com as mesas e almofadas espalhadas ao redor da piscina. A noite foi muito divertida e as conversas transitaram entre os tópicos mais diversos possíveis, como feminismo, viagens, comidas (haha) e RuPaul’s Drag Race.

In Wonderland

Desde sempre, sou fascinada pela história da menina Alice. Já tive blog com o nome de in wonderland, já adotei frases do filme como mantra de vida e já até guardei cada menção ao livro ou ao filme em um lugar especial do coração. Mas, um item desse amor descontrolado ainda faltava ser riscado: os DVD’s dessa história (assim mesmo no plural, já que ela teve várias versôes), habitando minha estante. Todo em preto e branco, com participações de Cary Grant, Gary Cooper e W. C. Fields, o primeiro que comprei é o de 1933, dirigido por Norman Z. McLeod. Espero em breve também adquirir o original, que é de 1903, e ainda as versões de 1951 (da Disney <3), de 1999 e de 2010. A de 1976, que é uma versão pornográfica da história (não, isso não é brincadeira), eu não faço muita questão haha.

Muito verde sempre, por favor

Muito verde sempre, por favor

Sempre que posso, gosto de ir ao Jardim Botânico daqui de Bauru e fazer um piquenique com o Diego. A gente costuma levar muitas frutas, pão de queijo, suco e alguns docinhos e, sentados em um pano estendido na grama, a gente fica assim, ora conversando um pouco, ora lendo, ora só deitados olhando pro parque. Esse lugar me dá paz e uma vontade danada de respirar bem fundo e encher os pulmões de ar fresco.

Companheiro fiel

Companheiro fiel

Eu uso óculos desde os seis anos de idade. Meu grau é altíssimo (tipo mais de dez) e eu tenho miopia e astigmatismo que ainda não estagnaram, o que torna impossível que eu opere tão já. Teve uma época que eu fiquei bem revolts com isso, principalmente quando era adolescente e achava que o óculos escondiam demais meu rosto. Hoje em dia, minha relação com ele é muito mais tranquila. Se eu puder operar, com certeza irei operar, por diversos fatores, não só estéticos, mas não é como se todo dia eu odiasse o fato de usar óculos. Eu queria que fosse mais barato, só isso haha, (como meu grau é muito alto eu uso lente de cristal pra que o óculos fique fininho) e que assim eu pudesse mandar fazer inúmeros pra poder variar no dia a dia.

Hoje, além dos óculos eu uso lentes de contato também (não mais as rígidas que eu usava na adolescência e odiava, mas as gelatinosas mesmo, muito mais fáceis de manusear) pra ir jantar, gravar vídeos, quando quero fazer uma maquiagem pra arrasar… E, no dia a dia, os óculos me acompanham. Por isso mesmo, em janeiro mandei fazer um novo, já que meu último tava bem velhinho, coitado. Escolhi fazer uma armação branca e, em breve tô querendo arriscar fazer uma redondinha preta pra poder variar. Tem que ser planejado com calma isso porque armações redondas também encarecem (muito!) o óculos, já que tem que mudar o formato da lente de cristal. Em resumo: não é fácil, não é barato, mas tem que ser usado, e já que tem que ser usado vamos deixar ele bem bonitinho e o mais legal possível :p

E o mês de janeiro de vocês, como é que foi?

Bisous, bisous

Os cinco de dezembro 2014

Todas as fotos desse post são do meu instagram: @paulinhav.

Cortei um pouco do cabelo e enrolei as pontas. Meu sonho era manter essa cabelo assim pra sempre.

Cortei um pouco do cabelo e enrolei as pontas. Meu sonho era manter essa cabelo assim pra sempre

Às vezes eu acho que alguém prega uma peça em mim e troca todos os copos de Coca-cola que eu tomo por chá de bambu. Assim, sem eu perceber. Porque só isso pra explicar o quão rápido meu cabelo tem crescido.

Eu ainda quero fazer um post aqui no blog contando sobre o problema grave de queda de cabelo que eu tive na adolescência, e como nos últimos cinco anos ele mudou completamente por causa dos tratamentos que fiz. Foi uma mudança decisiva na minha vida capilar, porque foi graças a ela que hoje meu cabelo tá crescendo dessa maneira louca. E que eu amo, claro, mas que me deixa um pouquinho incomodada porque com todo esse “peso”, meu cabelo acaba ficando muito liso. E eu sou louca por um movimento nos cabelos! Amo ondulações, amo cachos, amo essa vida mais tortinha e menos reta haha.

Por isso que uma das coisas que eu mais curto fazer no salão (nas raras vezes que eu vou, porque tenho preguiça) é babyliss. Como no dia dessa foto aí. Saio de lá me achando Gisele, Carrie e Jessie, todas misturadas, e com uma sensação boa de empoderamento. É a força do ondulado <3

Um mês cheio de boas companhias

Um mês cheio de boas companhias

Dezembro é sempre o melhor mês pra nos reunirmos com as pessoas que nos fazem um bem danado, porque além de Natal e Ano Novo, tem as revelações de amigo secreto, tem as despedidas de final de ano, tem os happy hours… E foi exatamente assim que foi meu último mês de 2014. Cheio de gente linda que me faz bem, que me faz rir e que topa se vestir de branco e pegar mico juntos.

Tenho 25 anos e amo My Little Pony!

Tenho 25 anos e amo My Little Pony!

É Natal e você pede o que de presente? Um batom, uma viagem, um vestido, o ingresso de um show? Eu até poderia pedir alguma dessas coisas, mas preferi pedir pro Diego a Princess Twilight Sparkle, a cavala-unicórnia mais linda do mundo e que tem a crina mais colorida e maravilhosa de todos os tempos.

Natal: a melhor época do ano <3

Natal: a melhor época do ano <3

Eu amo o Natal por vários motivos e um deles é que nessa época do ano até as coisas mais simples do dia a dia acabam pegando emprestadas um pouquinho da sua magia, das suas cores, do seu espírito natalino. Como por exemplo as embalagens especiais de comidas e bebidas que algumas empresas fazem e as imagens de rena, Papai Noel, árvore de Natal e estrela cadente que se espalham por todo lugar.

Essa garrafinha da Coca eu encontrei sem querer no supermercado e foi amor à primeira vista. Eu amo tanto essas edições especiais que você não fazem ideiam e logo botei ela aqui na mesa do computador pra me trazer um pouquinho de espírito de natal todos os dias haha. Já o cupcake foi presente da minha editora-chefe e só posso dizer que não casou apenas visualmente com a garrafinha, mas também deliciosamente no sabor haha.

Sou assim, a tradução da brasilidade e da cor do verão. Só que não.

Sou assim, a tradução da brasilidade e da cor do verão. Só que não

Aproveitei o recesso de final de ano pra fazer uma coisa que há muito tempo eu queria e não conseguia: passar uma tarde na piscina. Com toda essa brasilidade e cor de verão que Deus me deu, só que não, passei toneladas de filtro solar antes de ma arriscar a fazer isso, porque se não as consequências podem ser desastrosas, indo desde uma vermelhidão absurda até a pele descascando loucamente. No final deu tudo certo e além de conseguir nadar (porque eu nado mesmo, gente, não ligo muito pra ficar tomando sol ou ficar queitinha na piscina, sou dessas que fica que nem uma barata tonta nadando de um lado pro outro, planta bananeira e fica treinando segurar a respiração embaixo d’água haha), ainda tirei um tempinho pra ficar lendo na beira da piscina, que é uma das coisas que eu mais amo fazer.

E o mês de dezembro de vocês, como é que foi?

Bisous, bisous!

Os cinco de novembro 2014

Todas as fotos do post são do meu instagram @paulinhav

História de uma gata

Pra quem não tem acompanhado a história dessa gatinha, vai aí um resumo…

Uma gata e seu filhote (esse da foto) apareceram mês passado aqui na garagem do apartamento e eu e Diego estamos temporariamente cuidando e alimentando as duas. A mãe é super dócil e a gente desconfia que ela foi abandonada grávida na rua, porque acreditem quando eu digo que eu conheço bem gatos de rua e sei o quanto eles costumam ser desconfiados com seres humanos. A bebê é uma graça e eu acho que vai crescer bem pouco, já que mesmo com dois meses ela tá bem pequenininha ainda. Ela já come ração, usa a caixa de areia e é a coisa mais gostosa de apertar.

O problema é que, como vocês sabem, eu já tenho gatos adotados aqui e não tenho como ficar com mais essas duas. Levamos hoje a gata mãe pra castrar e estamos à procura de um lar cheio de amor pra elas. Se você que tá lendo esse post se interessar e quiser ver mais fotos ou conhecê-las é só deixar uma mensagem aqui. E se conhecer alguém que é responsável e tá afim de adotar mamãe e filhinha, pede pra entrar em contato comigo.

Tô contando com a ajuda de vocês pra achar um lar pra essas fofuras!

Sobre latas de sopa e Andy Warhol

Não é de hoje que eu morro de vontade de experimentar uma sopa Campbell’s e ter uma dessas famosas latinhas decorando meu quarto. Problema é que eu nunca achava uma dessas pra comprar em lugar nenhum, até que no mês passado, quando fui em um empório gourmet daqui de Bauru, PÁ!, dei de cara com uma prateleira todinha dessas latas. Não pensei duas vezes e comprei a mais clássica, de sopa de tomate. Esse mês vou experimentar e depois conto lá na página do blog que gosto que tem. Alguém aí já experimentou?

Festas à fantasia são as melhores festas

Festas à fantasia são as melhores festas

Eu amo festas a fantasia e em novembro, pra minha felicidade, a editora organizou uma. A fantasia foi decidida em cima da hora e aproveitei as minhas roupas de ballet mesmo pra montar a minha roupa. A coroa de princesa (montar uma fantasia que faz sentido não tá com nada, o legal mesmo é misturar princesa com bailarina se você tá com vontade haha) e a camiseta do Charlie Brown usados pelo Di foram emprestados pela Ariane. O Diego (que também é Melo!) e o Antônio se fantasiaram do nosso boss e da sua mulher e foram uma verdadeira sensação na festa haha.

Impressão final da noite? Só acho que podia rolar festa a fantasia todo mês.

As modas

Novembro foi mês de SPFW e deu muito certo de eu estar em São Paulo no último dia da semana de moda e conseguir passar lá no Parque Villa-Lobos pra rever as amigas, ver a cenografia dessa temporada e ainda assistir o desfile da Acquastudio. Nesse post aqui mostrei e contei um pouco sobre os corredores dessa edição, e nesse daqui fiz um “highlights de cada dia”, nas categorias coleção, beleza e trilha sonora.

Minha primeira banca de TCC

Lá pelo meio de novembro aconteceu ainda uma coisa muitoo legal: pela primeira vez na vida fui banca de um TCC! A apresentação foi da querida Natália Dian, que se formou em Design Gráfico pela UNESP daqui de Bauru. Além de criar uma agência de fotografia especializada em retratos que contam histórias através de uma tema, em uma mistura de retrato com editorial de moda, a Nat montou um pequeno portfólio de apresentação dessa agência já com cinco ensaios realizados. As fotos tavam lindas e eu fiquei muito feliz e honrada dela ter depositado essa confiança em mim. Que venham mais bancas e mais vida acadêmica!

 

 Horror em Amityville – Jay Anson

 Jogos Vorazes: A Esperança – Parte I  – Francis Lawrence  (2014)
A Face do Mal – Mac Carter (2014)
 The Babadook – Jennifer Kent (2014)
 Jogos Vorazes: Em Chamas {revisto} – Francis Lawrence (2013)
 Jogo Vorazes {revisto} – Gary Ross (2012)
 A Marca do Medo – John Pogue (2014)
 Housebound – Gerard Johnstone (2014)
 Godzilla – Gareth Edwards (2014)
 Uma Noite de Crime: Anarquia – James DeMonaco (2014)

Bisous, bisous!

Os cinco de setembro 2014 e os cinco de outubro 2014

Todas as fotos do post são do meu instagram @paulinhav.

Só de olhar pra essa capa já me dá vontade de chorar :(

Fazia um tempo já que eu queria ler os livros da Graphic MSP, um projeto incrível em que artistas criaram histórias de personagens da Turma da Mônica em formato de graphic novels. “Turma da Mônica – Laços“, um dos livros da série, foi muito comentado quando saiu, mas além dele já haviam sido lançados outros três títulos, o “Astronauta – Magnetar”, “Piteco – Ingá” e “Chico Bento – Pavor Espaciar”. Em outubro saiu o quinto título da série, “Bidu – Caminhos”, e como esse é um dos meus personagens preferidos da Turma da Mônica, achei que tava aí uma boa maneira de começar então a leitura dessa coleção.

Se a capa de Bidu me encantou e me deu vontade de chorar, o recheio do livro então é de uma sensibilidade ainda maior. A história é contada de um jeito leve, bonito e de uma tal maneira que mexe muito com a gente. Fora que os traços do Eduardo Damasceno e do Luís Felipe Garrocho são insanamente lindos. Tem uma página, em que o Bidu está sozinho em meio a um temporal, perdido num canto da rua,  que é dos desenhos mais lindos que já vi. Um jogo de cores, de profundidade incrível. Agora, tô morrendo de vontade de ler os outros títulos da coleção.

Beauté de um dia de setembro

Beauté de um dia de setembro

Não sei se todo mundo é assim, mas tenho épocas em que fico a louca do make e épocas em que uso quase nada. Outubro foi um mês pertencente a primeira categoria e eu tava super animada a testar maquiagens, produtos e ficar pesquisando sobre coisinhas de beleza. O mais legal é que desde a semana passada, tô podendo de fato botar tudo isso em prática, já que agora tô de lentes de contato gelatinosas (eu já tive lentes, mas eram daquelas rígidas, e como me incomodavam muito acabei deixando quieto). O óculos vão continuar sendo meu fiel escudeiro, já que pra trabalhar e nas coisas do dia a dia, acho que a facilidade e a comidade dele é bem maior, mas agora posso jantar, sair ou whatever usando a lente e assim experimentar e ousar muito mais do que sempre fiz em maquiagem. Com as lentes eu tenho muito mais coragem e firmeza pra me arriscar. Ou seja, aguardem posts de beleza por aqui em breve! 😉

Por algum motivo que eu também não sei, só consigo pensar nessa canção quando vejo essa foto

Por algum motivo que eu também não sei, só consigo pensar nessa canção quando vejo essa foto

“Picture yourself in a boat on a river
With tangerine trees and marmalade skies
Somebody calls you, you answer quite slowly
A girl with kaleidoscope eyes.”

Pra nós, todo o amor do mundo

Pra nós, todo o amor do mundo

Porque fotos em que estamos nós dois sorrindo (eu raramente “sorrio com os dentes”, gente, sou estranha assim mesmo) e não fazendo caretas ou saindo bizarramente estranhos, são de fato muito importantes.

Depois de terminar esse livro sensacional, tô é doida agora pra ver o filme!

Depois de terminar esse livro sensacional, tô é doida agora pra ver o filme!

A longa espera por esse livro e suas mais de 600 páginas valeram a pena. Battle Royale é tudo e mais um pouco do que eu imaginava e mesmo rolando uma dificuldade inicial em me acostumar com o nome dos personagens (são 42 alunos japoneses), a leitura fluiu muito facilmente. Recomendo pra todo mundo!

 Bidu – Caminhos – Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho

Battle Royale – Koushun Takami

 

O Doador de Memórias – Phillip Noyce (2014)

Jerry Maguire – A Grande Virada – Cameron Crowe (1996)

The Possession of Michael King – Daniel Jung (2014)

 A perseguição – Joe Carnahan (2013)

Open Grave – Gonzalo López-Gallego (2013)

No Limite do Amanhã – Doug Liman (2014)

As Melhores Coisas do Mundo – Laís Bodanzky (2010)

Malévola – Robert Stromberg (2014)

Minha primeira vez como madrinha de casamento

Minha primeira vez como madrinha de casamento

Em outubro fui madrinha de casamento pela primeira vez na vida e não podia deixar de colocar essa foto entre as minha cinco preferidas do mês porque 1) eu amei demais meu vestido haha e 2) eu poderia morar nesse estúdio de beleza onde fiz minha maquiagem e cabelo. Ele é da Ju Balduino, que tem vídeos incríveis de beleza no youtube, e nesse post aqui contei um pouco sobre isso, o casamento e a festa.

Sobre amores que não apenas de verão

Sobre amores que não são apenas de verão

Eu amo cinema e sei que muita gente aí também deve amar. Acontece que 2014 não foi um ano muito bom pra mim nessa área. Não consegui nem de longe ver todos os filmes que queria, não tive muito tempo pra ver meus tão amados clássicos, não pude riscar muitas coisas da minha listinha de “1001 filmes para ver antes de morrer” e acabou que, se na parte de literatura eu tô terminando o ano muito feliz com tudo que li, na parte de cinema eu tô meio tristinha.

Só que aí, em outubro, eu fui ao cinema assistir Magic in the Moonlight, o novo filme gracinha do Woody Allen (falei sobre o filme nesse post aqui) e sabe quando dá um quentinho bom no peito e você pensa: é isso, é essa sensação de entrar no escurinho do cinema, e comer pipoca, e assistir os trailers, e esperar até os últimos créditos, e principalmente, assistir uma história tão bonita e que te faz pensar em tanta coisa que eu quero pra mim em 2015. Portanto, ano que vem eu quero é fazer acontecer nessa área! No cinema ou mesmo em casa, quero experimentar essa sensação maravilhosa que só o cinema proporciona muito mais vezes do que em 2014 <3

Será que eu consigo?

Será que eu consigo?

Eu sempre tive vontade de aprender a tocar algum instrumento musical. Sempre tive uma inveja (boa, é claro) de gente que toca mil coisas, que tem uma facilidade nata pra aprender música. E acho que tá mais do que na hora de eu aproveitar que tenho violão em casa (é do Diego, na real, mas né, eu sei que ele me empresta haha) e começar pelo menos a pesquisar e estudar um tico sobre o assunto. Não quero montar uma banda, gente, mas acho que arranhar um pouco de violão não seria má ideia :)

O aniversário do meu melhor amigo, namorado e da pessoa mais cheia de potencial que eu conheço

O aniversário do meu melhor amigo, namorado e da pessoa mais cheia de potencial que eu conheço

Outubro foi aniversário do melhor amigo & namorado e eu resgatei uma foto velha, batida pela Babi, pra subir lá no instagram e dar meus parabéns pro Di. Acho que eu tava até mais animada do que ele pra esse aniversário (já falei que eu amo datas comemorativas?) e apesar da gente ter tido um dia calminho, comemorando com alguns amigos próximos, foi uma delícia de aniversário.

Oh, Audrey! <3

Oh, Audrey! <3

Fiquei meio com vergonha de postar essa foto aqui, porque faz milênios que disse que ia voltar a atualizar a categoria Coleção Audrey Hepburn e até agora nada. Mas gente, um pouco de paciência comigo, por favor, que eu sei que em breve eu vou conseguir subir post sobre isso. Na foto tem todos os DVDs que tenho nessa minha coleção e que amo, cada um, de um jeito diferente. Tirando Um Caminho Para Dois que eu comprei faz pouco tempo e ainda não vi, todos os outros eu já assisti algumas pencas de vezes e adoro! E vocês, têm algum preferido dela?

 O Chamado do Cuco – Robert Galbraith

Coraline – Neil Gaiman

 Azul é a Cor Mais Quente – Abdellatif Kechiche (2013)

God Help The Girl – Stuart Murdoch (2014)

Magic in the Moonlight – Woody Allen (2014)

O Estranho Mundo de Jack {revisto} – Henry Selick (1993)

 Bisous, bisous

Os cinco de agosto 2014

Todas as fotos desse post são do meu instagram @paulinhav.

Mais volume :)

Agosto foi mês de mudar um pouco o visual. Digo pouco, porque eu não cortei tanto assim os cabelos (segundo o pessoal da redação, o que eu fiz não foi cortar, mas sim aparar haha). Ainda assim, achei que eles ficaram bem diferentes, já que além de ter repicado super os fios, o cabelereiro conseguiu realizar meu desejo e deixou minhas madeixas com mais volume. Na foto eu tô em uma super produção com babyliss, mas mesmo no dia a dia eles estão com muito mais movimento e eu fiquei muito contente com o resultado final.

A tão sonhada máquina de waffles

Eu amo waffles e já faz um tempão que eu tava com vontade de comprar uma máquina pra fazer essa massa sempre que me desse vontade. Resolvi o problema quando encontrei uma máquina da Philco Gourmet que além de fazer waffles também funciona como grill, já que ela vem com um conjuntinho de grelhas que você pode trocar de acordo com o que vai cozinhar. Achei muito mais proveitoso comprar uma assim, já que eu não tinha grill ainda, e assim que pude já a estreei com todas as gordices que eu tinha direito. Essa foto tá aí pra provar :p

Alguma coisa acontece no meu coração…

Agosto também foi mês de ir pra São Paulo, passear um pouco na cidade e ir na Bienal do Livro. Pra quem não viu, teve até vídeo sobre isso aqui no blog. E entre os programas que fiz nessa minha última passagem pela capital paulista, risquei da minha lista de lugares pra conhecer o encontro da Avenida São João com a Ipiranga, tão famosa por lá e eternizada nos versos de Sampa do Caetano Veloso. De quebra, eu e Diego ainda almoçamos no Bar Brahma, que é daqueles lugares que têm muitas histórias pra contar, e vocês sabem como eu sou apaixonada por lugares que contam histórias, né? Falei sobre todos esses passeios no post Desbravando São Paulo #3. Corre lá pra ver!

Babi e Irena :)

A Bienal do Livro desse ano foi muuuito legal, mas melhor até do que os livros novos foram as companhias que estiverem comigo nesse dia: Diego, namorado e melhor amigo; Babi Carneiro, amiga querida e fotógrafa-gênia e Irena Freitas, ilustradora de mão cheia e uma das pessoas mais fofas que já conheci. Essa, aliás, foi a primeira vez que eu vi a Irena ao vivo e a cores, já que ela é de Manaus e deu certo de nós duas irmos visitar a Bienal no mesmo dia.

Alguém aí também foi na Bienal desse ano? Vocês gostaram?

Naked cake dos deuses

Minha irmã casa no mês que vem (vou ser madrinha de casamento pela primeira vez na vida!) e agora em agosto aconteceu seu “chá de panela”, “chá bar” ou como você preferir chamar. Eu ajudei com tudo desde o comecinho, inclusive fazendo os convites, as etiquetas e as lembrancinhas, mas foi só no dia mesmo do chá que a gente conseguiu ter uma proporção de tudo que foi organizado e planejado pra essa festa. E, olha, foi até melhor do que o esperado!

A decoração ficou linda e tanto a mesa de doces quanto a de salgados tava incrível. Em meio a tanta coisa deliciosa pra comer haha, eu fiquei muito apaixonada pelo visual e pela delícia que tava esse naked cake. Pra comer já querendo mais um pedaço :p

Bisous, bisous