Os cinco de fevereiro

Todas as fotos desse post são do meu instagram @paulinhav.

Em Leme, aproveitando o feriado

Nas últimas vezes que fui pra Leme, calhou de nenhuma das minhas amigas estar na cidade, o que fez com que eu aproveitasse esses dias na companhia da minha família, meus livros & séries, e a piscina do fundo de casa.

No Carnaval não foi diferente e na parte do feriado que passei por lá, acabou que fiquei matando o tempo nadando – ainda que o tempo não tenha colaborado muito – e com o meu exemplar de “Precisamos falar sobre o Kevin”, um livraço de que ainda vou falar aqui no blog.

Metade despedida, metade comemoração de que ela tá vindo pra Bauru

Duas grandes amigas, a Bruna daqui da foto, e a Babi, a amiga-fotógrafa-gênia que vocês tão cansados de ver no blog, estão de mudança.

Em fevereiro a Bruna mudou de equipe (a foto é da “despedida” dela) e decidiu vir morar em Bauru, onde vive essa que vos fala. Enquanto eu acompanho a mudança dela pra cá, que ainda tá em processo, só consigo lembrar de minha própria vinda pra cidade lanche. Há sete anos cheguei aqui de mala, cuia e um potinho cheio de medos e expectativas. Olhar pra trás e ver tudo que aconteceu desde então é, sem falsa modéstia, de dar orgulho. E de me deixar ainda mais ansiosa pro que vem depois.

A Babi, por outro lado, tá fazendo uma mudança dentro de São Paulo mesmo, mas saindo da sua casa pra dividir um apartamento com os amigos. Tõ muito feliz por ela e por essa nova fase, que eu sei que vai ser incrível. Tanto que essa história de amigas sendo felizes com seus novos lares (e consequentemente me deixando feliz também) acabou me animando pra minha própria mudança. Não quero dar spoilers, mas aguardem as cenas dos próximos capítulos 😉

Mais coisas legais de fevereiro

A foto é meio aleatória, eu sei, mas 1) achei ela mui bonita e inspiradora; 2) amo esse vestido que comprei na viagem pra Paris (viagem essa, aliás, que hoje completa um ano!); 3) achei que ela servia como um pretexto bonito pra linkar com três textos de fevereiro que escrevi/apareci fora daqui do blog.

O primeiro foi lá para o blog do Johnny Tattoo Studio, quando escrevi sobre a história da J. Argo Clothing, marca de roupas masculinas daqui de Bauru que agora está vendendo na nova unidade deles. O segundo, também lá para o blog do Johnny, foi um aquecimento para o Oscar, com a indicação de cinco filmes que influenciaram e foram influenciados pela moda. O último, mas não menos importante, foi uma entrevista que dei lá para o Social Bauru contando quais as minhas expectativas e torcidas para o Oscar. Aliás, vocês assistiram a premiação? Gostaram dos resultados?

Minha segunda leitura da Jane Austen

Depois de “Precisamos Falar sobre o Kevin”, comecei “Razão e Sensibilidade”. Essa edição da Martin Claret é tão maravilhosa que me dá vontade de ler o livro só olhá-la, mas Jane Austen é uma autora tão poderosa que a leitura tá fazendo jus a beleza da capa. Ainda que eu tenha gostado mais de “Orgulho e Preconceito”, pelo menos até esse momento onde tô do livro, tô bastante feliz de estar lendo mais uma obra dela, riscando mais um item do meu desafio de leitura da Rory Gilmore e, de quebra, dando espaço para uma escritora mulher na minha estante.

POSTS DE FEVEREIRO

FILMES DE FEVEREIRO

  • Brooklyn | John Crowley {2015}
  • Carol | Todd Haynes {2015}
  • Amy | Asif Kapadia {2015}
  • Spotlight – Segredos Revelados | Tom McCarthy {2015}
  • Ponte dos Espiões | Steven Spielberg {2015}
  • Deadpool | Tim Miller {2016}
  • O Regresso | Alejandro G. Iñárritu {2015}
  • O Bom Dinossauro | Peter Sohn {2015}
  • A Garota Dinamarquesa | Tom Hooper {2015}

LIVROS DE FEVEREIRO

  • Precisamos Falar sobre o Kevin | Lionel Shriver

Bisous, bisous

Links para toda hora | Especial ano novo

Nesses primeiros dias do ano vi tantos links legais pulando aqui na minha tela que achei que era mais do que justo fazer uma listinha dos seis que mais me chamaram a atenção. Fica aí de indicação pra vocês lerem e verem pelos próximos dias, e começarem 2016 (quem aí também voltou a trabalhar hoje?) cheios de boas dicas.

O Guga do Traum fez um post mais do que excelente sobre como foi o ano de 2015 para a moda. Em um texto dividido em 10 tópicos, Guga listou 100 twittes que ele fez ao longo do ano com opiniões sobre esses acontecimentos, mas principalmente com links para outras matérias, análises e notícias a respeito. É um balanço maravilhoso que vai te render, no mínimo, uma tarde toda de ótimas leituras.

Sofia do Sofia Soter fez um post-salvador cheio de indicações de produtos digitais para se organizar em 2016. Tem desde um blog planner criado pela Loma, muito maravilhoso, todo dividido em abas, fácil de mexer e super completo, até um pacote desenvolvido pela canadense Danielle Laporte com métodos e planejamentos que envolvem foco e sucesso para o novo ano. Tudo para fazer dos próximos 365 dias um grande intensivão de ideias postas em prática.

Para felicidade de uns e desespero de outros, Taylor Swift quer fazer repeteco do seu sucesso do ano passado agora em 2016, e pra isso já começou lançando clipe na viradinha do ano. “Out of the Woods” é do álbum 1989 e dizem que foi escrito para Harry Styles – o que, claro, só faz crescer ainda mais o frisson em torno do seu lançamento.

Apesar de amar a música, – acho sim que 1989 é um álbum pop muito bom – eu ainda não sei o que penso desse clipe. Vocês gostaram?

A mais do que esperada lista de final de ano do Pablo Villaça já foi publicada lá no Cinema em Casa. Além de falar quais foram, na sua opinião, os dez melhores filmes lançados comercialmente no Brasil em 2015, Pablo ainda escreveu sobre mais 23 títulos que merecem destaque, contou quais ele acredita serem os dez piores filmes comercialmente lançados no Brasil nesse último ano, deu algumas dicas cinéfilas para 2016 e fez sua gigantesca lista de filmes vistos e revistos de 2015.

E fiz questão de colocar a foto de Califórnia aqui em cima porque além de estar na lista de melhores do ano do Pablo, eu tô doida pra ver esse filme.

By oldskull.net

Aproveitei os dias de férias pra fazer algumas andanças aleatórias na internet e claro que já descobri um novo blog pra viciar em 2016. Li um post do Coisas de Pablo e não consegui mais parar de ler os textos desse garoto que ‘tem 25 anos, é formado em Design de Interiores e ainda está tentando descobrir o que vai ser quando crescer’.

Os posts são muito bem escritos e totalmente despretensiosos, daqueles que a gente se identifica e quer ler mais, e mais, e mais…

A CBS fez um compilado de 15 novas série produzidas pelo Netflix que estreiam agora em 2016. Ter achado e lido esse texto foi a maior auto sabotagem do meu ano, confesso, porque agora já tenho várias novas séries que quero começar a assistir. E ah, o trailer aqui de cima é de “Fuller House” (Três é Demais aqui no Brasil), série que foi sucesso nas décadas de 80 e 90 e que vai ganhar uma sequência agora pelo Netflix. Não vai ter as irmãs Olsen, infelizmente, mas tô com muita vontade de ver como é que a série vai ficar!

Bisous, bisous e vamos botar pra quebrar em 2016!

Links para toda hora #8

Uma das matérias mais interessantes e diferentes sobre moda que vi pulando na minha timeline recentemente foi essa daqui do FFW, em que eles listam 10 fatos curiosos esquecidos pelo mundo da moda. Tem de tudo um pouco, desde o relacionamento não muito amigável de Naomi Campbell e Kate Moss com o estilista Alexander McQueen no começo de sua carreira, até a amiga brasileira de Coco Chanel.

E pra quem achou interessante a curiosidade sobre Hubert de Givenchy e Audrey Hepburn, vale saber que essa parceria entre os dois – que foi uma das mais valiosas para a moda e para Hollywood – é contada de forma ainda mais detalhada no livro “Quinta Avenida, 5 da manhã”, que já ganhou resenha aqui no blog.

Pra mim, uma das coisas mais marcantes do filme Edward Mãos de Tesoura é o cenário de subúrbio norte-americano onde se passa a história. Aquelas casinhas com jardins enormes na frente, aquelas esculturas maravilhosas feitas nas plantas por Edward, e aquele castelo gigantesco no fim da rua onde ele se escondia são detalhes extremamente importantes pra história. Não consigo imaginar o filme se passando em outro lugar que não seja ali, naqueles tons pastel tão característicos do lugar.

Por isso que quando vi essa matéria do mashable, sorri de orelha a orelha. Ela mostra as fotos feitas por Andrew Cremeans, – americano que morava quando pequeno no bairro onde o filme foi rodado – 25 anos depois das gravações de Edward Mãos de Tesoura. As imagens comparam o antes e depois de vários cantos da vizinhança e ainda que o lugar tenha mudado muito ao longo desses anos, tenho certeza de que os que amam o filme tanto quanto eu vão sentir um quentinho muito bom no peito com essas fotos.

A entrevista não é recente, mas a Carla Lemos compartilhou ela hoje no facebook e eu fiquei ainda mais apaixonada pelo Ricardo Darín, esse ator maravilhoso, mexicano, de uma alma elevada e que já interpretou papeis arrebatadores no cinema como Roberto de Um conto chinês e Marcos de Nove Rainhas.

Nessa entrevista Darin conta porque não aceitou um papel que lhe ofereceram para atuar em Hollywood e ainda dá uma das respostas mais lindas e puras que já vi na televisão. E ah, já aviso de antemão que esse vídeo contém pausas extremamente constrangedoras vindas do repórter.

Ontem, enquanto postava o Taylor Swift Book Tag, alguém colocou esse texto do The Huffington Post em um grupo do facebook que eu participo, e apesar de eu não concordar totalmente com ele e achar que especialmente na parte que fala das ações de caridade da Taylor rolar um exagero por parte do colunista, tem umas boas verdades aí contidas.

Eu adoro a Taylor, suas músicas e amigas, mas também tenho consciência de que a carreira e imagem dela nos últimos tempos vem sendo muto bem arquitetada. Não dá pra ser inocente a ponto de achar que por trás dessa “nova Taylor” não há uma grande dose de publicidade. Vocês não concordam?

Bisous, bisous e fiquem a vontade pra deixar mais links legais aqui nos comentários!

And the Oscar goes to… #aquecimentoOscar

Chegou o grande dia! Vamos fazer nossas apostas e nos preparamos para a premiação – e também para o red carpet – com todas as comidas, bebidas, companhias e a torcida, claro, que a gente merece. Eu vou ver tudinho da premiação junto com os amigos e o namorado, mas ficarei dando meus pitacos lá pelo twitter (@paulinha_v). Quem quiser acompanhar, tá mais do que convidado.

Enquanto isso, pra quem perdeu a maratona #aquecimentoOscar aqui do blog ainda dá tempo de conferir o que rolou. Então, vamos lá…

Poster do 85° Oscar que relembra de uma maneira super original quais foram os vencedores (de acordo com o ano de lançamento) das edições passadas. E a última, quem será que irá ocupar? A gente fica sabendo essa noite :)

Poster do 85° Oscar que relembra de uma maneira super original quais foram os vencedores (de acordo com o ano de lançamento) das edições passadas. E a última posição quem será que irá ocupar? A gente fica sabendo essa noite!

O primeiro post falou sobre nada mais, nada menos que os melhores looks de red carpet. Na minha humilde opinião, é claro. Pra quem adora essa parte, – confesso que apesar de gostar, sou muito mais a hora da premiação – lá no instagram da Oficina de Estilo tão rolando umas postagens bem legais com os looks que mais fizeram até hoje nosso olho brilhar. Vale a pena conferir :)

Teve também um post sobre umas fotos tiradas de Audrey Hepburn e Grace Kelly nos bastidores do 28º Oscar. Deu até pra relembrar quando as duas ganharam por melhor atriz, e se emocionar um tanto sem fim com a reação que elas tiveram.

Já nos preparativos para o Oscar desse ano, teve esse texto aqui sobre os filmes que estão concorrendo na categoria de melhor figurino. Os comentários são bem pessoais, mas como esse ano consegui ver todos dessa categoria fiquei empolgada de meter meu bedelho e falar o que penso #souenxerida.

E por último, mas nem de longe menos importante, um post com as premiações que tiveram os discursos/reações mais legais. Vai de Halle Berry até Anna Paquin.

Então, é isso. Um bom Oscar pra todo mundo e que os nossas apostas vencem (to participando do bolão da editora e to empolgada hahaha).

Bisous!