A segunda paixão de Amelia Earhart

Todo mundo já escutou falar sobre Amelia Earhart e sobre como ela foi uma figura importantíssima dentro da história da aviação. Mais do que uma grande pilota, ela detém alguns dos recordes mais importantes na área, o que se torna ainda mais incrível quando lembramos que ela fez tudo isso sendo uma mulher durante os anos 20 e 30.

No entanto, esse post não é para falar sobre essa Amelia Earhart dos livros. Ou, pelo menos, não para falar sobre esse lado dela.

Esse post é para falar sobre como descobri, enquanto lia algumas páginas do livro “100 anos de moda”, que Amelia tinha uma segunda paixão. E não estou me referindo ao feminismo – que também era um tópico muito importante em sua vida e que a fez até criar um clube para mulheres pilotas. Estou me referindo a paixão que essa mulher tinha pela moda e que a fez, inclusive, lançar sua própria marca de roupas.

A passagem que fala sobre Amelia nesse livro lindo, com Audrey estampada na capa, é bem pequena, mas foi o suficiente para me deixar com uma pulga atrás da orelha e com vontade de pesquisar mais sobre o assunto. Foi assim que descobri que Amelia Earhart já gostava de moda desde pequena.

Essa paixão foi levada também para a sua vida adulta e acabou sendo muito útil durante os trabalhos que fez antes de se tornar aviadora. Na época, o salário que ganhava era pouco para as suas despesas, o que fez com que Amelia decidisse ela mesma fazer suas próprias roupas. Isso a ajudou por um bom tempo e muito provavelmente foi a primeira faísca – ainda que nem ela soubesse disso – da sua capacidade de levar a moda como profissão e não apenas como hobbie.

Mas costurar suas próprias roupas se mostrou algo apenas temporário. Depois que entrou para o mundo da aviação, as roupas que Amelia passou a usar, – e pelas quais ficaria para sempre lembrada – são as roupas que usava em seus voos, e que normalmente eram trajes extremamente confortáveis e práticos, duas características essenciais para sua profissão.

Ainda que a maioria dos trajes fosse bastante masculino, com uma gama de cores quase reduzida ao preto, marrom e cinza, Amelia sempre fez questão de dar um toque mais leve e colorido à sua roupa com lenços – acessório que se tornaria uma de suas marcas registradas.


amelia

Com as mudanças na vida profissional e sua nova carreira como pilota, o prestígio e a popularidade da americana também começaram a crescer. Ela era muito admirada por todos os recordes que quebrava, se tornando uma inspiração para diversas mulheres que começaram a vê-la não apenas pelo lado profissional, mas também pelo lado pessoal. Nesse processo, suas roupas também acabaram ganhando bastante atenção, tornando alguns de seus itens (alô, jaqueta aviador!) até hoje muito populares na indústria da moda.

Foi então que em 1934, Amelia decidiu que era hora de provar mais uma vez o quanto mulheres podiam ir à luta e, de quebra, realizar um sonho. Ela criou a “Amelia Earhart Fashion Designs”, marca de roupas que teve a sua primeira coleção, a Active Living, lançada naquele mesmo ano.

Vendida em 50 lojas, incluindo a famosa loja de departamento Macy’s de New York, a coleção tinha uma proposta completamente diferente das roupas que Amelia usava como aviadora. Tecidos leves, vestidos, chapéus e suéteres estavam lá, assim como o maravilhoso slogan “para a mulher que vive ativamente”.

A aviadora mergulhou tão fundo nesse projeto, que ela mesma criou as peças protótipos da coleção em sua máquina de costura, fazendo questão de acompanhar todos as outras etapas de produção até as roupas chegarem às lojas. No entanto, ainda que os preços das peças fossem razoavelmente acessíveis, o terrível período econômico que os EUA atravessava acabou falando mais alto e a marca de Amelia Earhart não prosperou.

Em 1937, quatro anos depois dessa empreitada no mundo da moda, Amelia Earhart resolveu dar a volta ao mundo em seu avião e desapareceu no Oceano Pacífico já no trajeto final do percurso. Até hoje não se sabe ao certo o que realmente aconteceu, mas ela foi dada como morta em 1939, se transformando em uma lenda da aviação mundial.

Sei que existe um filme sobre a sua vida (que eu quero muito assistir) estrelado pela Hilary Swank e enquanto pesquisava para escrever esse post aqui, descobri que a aviadora também foi uma das inspirações para uma coleção da Hermés em 2009 (para quem quiser saber mais, tem as fotos do desfile nesse link aqui da Harper’s Bazaar).

Ainda assim, parece que faltam informações mais profundas sobre a sua vida, especialmente sobre suas outras empreitadas comerciais (que foram além das roupas) e sua veia feminista, que parecia ser muito forte e depositada em tudo que fazia. Uma pena, já que antes mesmo de ser a profissional brilhante que era, Amelia parecia ser uma mulher incrível.

Bisous, bisous

Sobre os últimos e os próximos dias

http://charlottedaydesign.com/

Como vocês devem ter notado, durante esse mês tem rolado post quase todos os dias aqui no blog. Digo quase porque nos finais de semana eu me permiti ficar longe da internet (exceto no primeiro final de semana do mês, em que falei sobre minha mudança de visual e fiz a resenha de Precisamos falar sobre o Kevin) e também porque houveram dois dias ~normais~ em que também não postei, já que precisava entregar alguns freelas.

A minha vontade de escrever mais por aqui vem de dois motivos: o primeiro é que eu sentia que tava muito displicente com a minha escrita, e ainda que o blog seja apenas um hobby, eu gosto de o levar bastante a sério. E o segundo é que sentar na frente do computador e escrever todo dia tem me ajudado muito no projeto-mor desse ano – e de que eu falei nesse post aqui. Ter mais foco é a minha grande meta de 2016 e ainda que a internet seja uma das minhas maiores aliadas nesse processo, ela também é uma das minhas maiores inimigas. Louco, não?

Quando eu preciso sentar aqui e fazer algo rápido e sério e que na maioria das vezes envolve escrita, eu acabo demorando muito mais tempo do que deveria porque me distraio facilmente. E não dá pra ser assim. Se eu não sou assim no trabalho, por que raios vou ser assim na minha casa?

Foi por tudo isso que decidi que iria tentar postar todos os dias esse mês e, hoje, 20 dias depois, venho aqui contar que tenho conseguido fazer isso com bastante sucesso. 😀

http://charlottedaydesign.com/

Como eu não deixo os posts agendados, todo dia depois do trabalho (em que, aliás, eu já tava escrevendo, só que pra revistas), eu tenho que vir aqui na frente do computador e escrever sobre o tema do dia.

Tenho que admitir que tá sendo mega cansativo. Mas tá valendo a pena. Eu tenho conseguido focar muito mais nos textos, indo lá e fazendo o que tem de ser feito, sem muita distração. E isso tá me ajudando muito, inclusive em freelas que eu tenho conseguido fazer com mais rapidez.

Por outro lado, existem alguns dias em que eu fico completamente sem ideia do que postar. Eu sou muito movida a inspiração e o blog tem essa função de ser o lugar onde eu deposito tudo isso, além das minhas dúvidas, meu dia a dia, meus gostos, minha visão da moda… E se não tem algo que eu ache verdadeiramente legal e interessante pra escrever, eu deixo quieto e espero surgir um novo tópico na minha vida. Postar ~qualquer coisa~ só por postar não rola e deturpa completamente a ideia que eu faço da blogosfera.

Portanto, encerro esse post com duas considerações. A primeira é que de tão positiva que tá sendo a experiência desse mês, eu quero leva-la – ainda que de forma muito menos rigorosa – pra frente, ou seja, que mesmo depois que abril acabar, a ideia é postar ainda com bastante assiduidade aqui no blog. Não vai ter post todo dia, mas vai ter muito mais post do que tinha antes.

A segunda é que tanto agora em abril quanto depois que o mês terminar, eu já imagino que vão rolar alguns dias de “falta de inspiração” de temas. Normal, né. E aí queria pedir a ajuda de vocês pra me ajudarem com sugestões. Vale TAG, bate papo, resenha, história de algum estilista, o que vocês acharem interessante. Se for algo que me inspire, que me faça pensar, que me chame a atenção, certeza que eu vou escrever sobre o assunto aqui. E mesmo que não role de fazer exatamente aquilo que foi sugerido, às vezes uma ideia dada me ascende outra na cabeça  e isso acaba virando post também.

Então, é isso. Espero muito contar com a ajuda de você! E podem deixar ideias aqui ou em qualquer outra rede social, mandar email, etc, que eu vou olhar tudo. Qualquer sugestão é mais do que bem-vinda!

Bisous, bisous e até amanhã.

– As ilustras desse post fazem parte de uma série linda, linda da ilustradora Charlotte Day. Aqui o link do site dela, cheinho de imagens maravilhosas.

Passeando por Paris!

Ao invés de “passeando por Paris”, o título desse post podia muito bem ser “um sonho realizado”, de tão incrível e esperada que foi essa viagem. Por isso mesmo,  eu fiz questão de botar em palavras, fotos e imagem tudo que aconteceu por lá. E se eu conseguir colocar nesse post um quinto de toda a beleza e emoção que eu senti estando pertinho da torre, vendo o Louvre, passeando por Versailles ou admirando o Sena, eu tenho certeza que vocês também vão se apaixonar perdidamente por essa cidade <3

Bisous, bisous cheios de saudade

10 blogs de look do dia gringos e o porquê você deveria conhecê-los #2

Para quem não viu a primeira parte desse post, é só clicar aqui.

Eu descobri a Alix na mesma época da Betty e da Carrie (a time long ago), e elas foram minhas “primeiras blogueiras de moda”, as primeiras que eu acompanhei de verdade, as primeiras que me inspiraram. Então, colocar o The Cherry Blossom Girl nessa lista era inevitável.

Uma coisa que sempre me chamou atenção no TCBG é que todo texto vem sempre acompanhado de uma música que dita o clima das fotos. E não é aquela coisa chata de você entrar e ficar tocando a canção no repeat. A Alix sempre deixa um link logo no começo do post, assim como quem não quer nada, que redireciona pra um vídeo do youtube com a música escolhida. Aí você que decide se quer ou não ver as fotos/ler o texto embalada pela canção. Mas ó, já fica a dica: ela tem um ótimo gosto musical que vai desde Brigitte Bardot até Nancy Sinatra e Air.

Além de ser formada em moda e já ter trabalhado com os nomes de peso ditos aí em cima (Alexander McQueen e Chloé), a Alix é dona da sua própria linha de roupas, a By Alix, e ainda é ilustradora e fotógrafa.

Suas roupas, pra mim, são a cara do estilo francês e eu acho lindo que ela sempre coordena seus looks jogando com opostos: vestidos leves com botas mais pesadas, peças bem moderninhas com acessórios vintage, partes de cima mais românticas com parte de baixo mais tomboy. No seu armário, a gente encontra muitas peças da Chloé, Charlotte Olympia, Kate Spade, Miu Miu e Chanel. Essa última, aliás, de uma maneira ainda mais especial, já que ela e a Betty do Le Blog de Betty já foram nomeadas como “embaixadoras na web” da marca. Diz se não é muita influência?

Para conhecer mais da Alix:

Bloghttp://www.thecherryblossomgirl.com/
Facebookhttps://www.facebook.com/pages/The-Cherry-Blossom-Girl/50886745016
Twitterhttps://twitter.com/alixcherry
Instagram | @alixcherry

Pode ser que você já tenha escutado falar dela como Steffy Kuncman, mas desde o comecinho do ano ela e Matt Degreff (namorado que a acompanha desde o início do blog) se casaram, e taí a explicação pra esse novo sobrenome em seu facebook. O casamento dos dois, aliás, foi super especial pra quem acompanha o Steffy’s cos and prons desde sempre, porque né, a gente se sente não só expectador, mas também parte dessa história.

Mas, além do Matt, a Steffy ama muitas coisas mais, como seu cachorro salsichinha, que sempre aparece em seus posts, fotografia, café, visual merchandising (sua especialização na faculdade) e, claro, suas roupas vintage, com destaque para suas golas peter pan, seus suéteres divertidos e seus chapéus de vários estilos e cores. A Stefanie curte tanto esse tipo de roupa que tem até uma loja online do gênero chamada Tea & Tulips. O blog e a loja nasceram meio que como coisas complementares e eu fico na dúvida por qual suspirar mais.

Recentemente ela cortou o cabelão que tinha desde o começo do blog (aqui dá pra ver uma foto de como ela era antes) e eu curti a mudança, apesar de sentir muita falta das tranças e penteados lindos que ela fazia com ele.

 I strive to create the magical world i want to live in every day. and then i capture it.” –
Stefanie Degreff

Para conhecer mais da Steffy:

Bloghttp://steffysprosandcons.blogspot.com.br/
Facebookhttps://www.facebook.com/steffysprosandcons
Twitterhttps://twitter.com/steffyspandcs
Instagram | @steffyspandcs

Eu tenho notado uma mudança bem radical no That’s Chic de uns meses pra cá. Na real, desde que a Rachel mudou o cabelo dela para loiro platinado, lá na metade de fevereiro, parece que além dele, alguma outra coisa mudou também nela.  Pode parecer meio clichê, mas é sério. A mudança dos fios transformou muito seu estilo e as combinações que ela costumava fazer. Ok que ela sempre teve uma pegada mais street, mais podrinha-descolada nos looks, mas era algo mais discreto, temperado com toques românticos. Agora, no entanto, ela desbumdou de vez e eu tô adorando ver esse seu lado novo! O mais incrível é que ela faz tudo isso e ainda continua sendo ultra elegante, über chique (de um jeito que me lembra muito o estilo da Kate Moss).

Bom, além de tudo isso, uma das coisas que eu mais gosto no That’s Chic é que a Rachel tem muito senso de humor e parece ser uma pessoa muito desencanada, fácil da gente lidar! Ela tem um jeito muito divertido de escrever no blog, sejam sobre assuntos de moda ou não.

Para conhecer mais da Rachel:

Bloghttp://www.thatschic.net/
Facebookhttps://www.facebook.com/thatschicblog
Twitterhttps://twitter.com/thatschic
Instagram | @thatschic

Não sei se é por ter sempre trabalhado com moda ou o quê, mas as combinações da Blair do Atlantic Pacific sempre fluem com uma facilidade que ó, vou te contar, é de cair o queixo! Ela faz a linha mais Blair Waldorf, e não tem medo algum de se jogar nas estampas, saias bufantes e sapatos de bico fino. Já faz um tempo que o blog dela vem aparecendo em tudo quanto é lista de blogs mais influentes e eu acho que fica fácil da gente entender porquê quando começar a ver suas fotos.

Diferente de muita gente que apareceu aqui nessa lista e que tem uma pegada mais vintage, eu vejo a Blair no oposto extremo. Não que ela seja uma fashion victim (até acho que ela tá mais pra inspirar tendência do que pra seguir tendência), mas tudo que ela usa é muito fresh, moderno, sem perder referências de estilos e décadas passadas. Deu pra entender? Eu tenho a impressão que até mesmo se ela usar um visual inspirado em outra década (ela têm muitas referências dos anos 50 no seu armário, por exemplo), o conjunto final fica com cara de ter saído de uma passarela desfilada na semana passada.

Tava lendo uma entrevista dela em que ela disse não ter muitas inspirações “grandes” de moda, mas que ela se inspira mais mesmo em outras blogueiras, que tem looks mais reais. Quer dizer… Reais, mas com cara de conto-de-fada, né.

Para conhecer mais da Blair:

Bloghttp://atlantic-pacific.blogspot.com.br/
Facebookhttps://www.facebook.com/atlanticpacificblog
Twitterhttps://twitter.com/BlairEadieBEE
Instagram@blaireadiebee

Eu demorei a me decidir se trazia o I am Galla pra cá ou não porque a princípio eu tinha pensado em falar de blogs do look do dia só de mulheres – já que são neles que eu me inspiro diretamente e que eu mais visito. Só que decidi trazer o Adam pra cá mesmo assim porque além desse menino de 22 anos ter um olhar especial sobre as coisas ao seu redor, ele é uma das pessoas mais chics e mais espertas pra combinar o esporte com o social que eu já vi na minha vida.

Ano passado ele ganhou um concurso de customização da Levi’s e a convite da marca e do Lookbook.nu rodou o mundo (inclusive veio ao Brasil!) junto com a blogueira Ashley Treece. Além disso, Adam já colaborou com a Marc by Marc Jacobs e em uma entrevista para o site Moda para Homens (clica aqui pra ler) contou que adora, especialmente, as marcas Rag & Bone, H&M, Topman e Saint Laurent Paris (sob a batuta de Hedi Slimane). 

Adam me dá uma vontade danada de estudar mais sobre moda masculina, sabe? Eu admiro horrores a forma como ele combina tão bem diferentes tipos de materiais, sempre se mantendo fiel ao seu estilo.

Para conhecer mais do Adam:

Bloghttp://www.iamgalla.com/
Facebookhttps://www.facebook.com/pages/Adam-Gallagher/160765763962865
Twitterhttps://twitter.com/IamGALLA
Instagram@iamgalla

Bisous, bisous!

10 blogs de look do dia gringos e o porquê você deveria conhecê-los #1

Quando a gente fala “blog de look do dia” muita gente já sai correndo em desespero, já que taí um assunto que, definitivamente, divide opiniões. Eu mesma já falei algumas vezes (acho que aqui no blog, inclusive) que eu não era muito fã desse tipo de blog. Não que eu não ache legal a ideia de fotografar looks e de trazer um pouco do nosso cotidiano e do nosso estilo pra uma foto (vez em quando eu mesma posto umas fotos assim no Instagram haha), mas eu sempre tive um pé atrás com blogs desse tipo porque achava que quase tudo ali saía da zona do ‘ser divertido e original’ e partia pra zona do “catálogo de moda”. Rolava essa resistência de achar tudo muito comercial e muito mais do mesmo, sabe?

Acontece que de uns tempos pra cá tenho conhecido – ou simplesmente olhado com novos olhos para blogs que já conhecia – tantos blogs de look do dia interessantes, tantas páginas que têm me chamado a atenção, que comecei a ver que não eram apenas as Bettys ou Carries da vida (que também estão no post!) que conseguiam levar a proposta do look do dia a um patamar extremamente inspirador. Tem gente à beça por aí mostrando não só uma peça de roupa-catálogo, mas um estilo que reflete as experiências que a pessoa tem/teve ao longo da vida.

“Para de ser boba e preconceituosa, menina, e vai conhecer melhor esses blogs”, foi o que eu disse pra mim mesma depois que comecei a me tocar desse mar de referências e inspirações legais que existem. Rolou até uma certa vergonhinha de um dia ter dito “blog de look do dia não é blog de moda”. Eu errei. E errei bonito. A moda é tão grande que não dá pra colocar esse tipo de caixinha nela. E é o máximo que a blogosfera tenha blogs de moda com conteúdos tão diversos.

Então, parei. Parei de achar que blog de look do dia não é uma referência legal. E acho que se a gente for atrás pra conhecer melhor esses links por aí espalhados, com certeza vai encontrar algum com que a gente se identifique e se inspire também.

Por isso, resolvi listar aqui 10 blogs de look do dia que tem me inspirado muito nos últimos tempos. Vou dividir em duas partes pra não ficar muito extenso e só vão entrar blogs gringos dessa vez porque quero fazer a versão dos nacionais no mês que vem. E ah, já adianto que eu curto muito os blogs aqui debaixo por diversos motivos, mas principalmente porque quase todos eles fotografam não só o look em si, mas também o lugar, as pessoas, comidas, culturas do local e por aí vai. Então, já respondendo o “porquê você deve conhecê-los” do título do post, eu digo: porque esse blogs mostram as roupas como parte de um cenário, de uma história. Não soa algo como “peguei minhas peças mais caras do guarda-roupa, me montei e bati essas fotos” haha, sabem?  Tanto que nem sempre a roupa é o foco número um das fotos, trazendo um combo de inspiração de vários tipos pra gente. Diz se isso não é lindo? (:

O Wish wish wish é um dos blogs do gênero mais antigos e mais fofinhos que existem. Eu me identifico muito com esse estilo da Carrie mais menininha, mas que não soa chato ou boneca de cera, e amo os vestidos rodados, os poás, as golinhas fechadas e tudo mais que ela tem no guarda-roupa haha. Vale citar que o blog dela não é só de look do dia, e tem também outras categorias como “beleza”, “viagens” e uma que eu amo muito que é a de comida! :p

Carrie é, assumidamente, a rainha das gordices e compartilha as suas experiências na cozinha, com direito a receita e tudo mais, com todo mundo que acompanha o seu blog. Ou seja, se você não se inspirar nos looks dela, garanto que pelo menos dá pra aprender como fazer aquele doce que você tanto queria pra impressionar as visitas.

O que eu acho legal do Wish Wish Wish também é que, como a própria Carrie diz, ele nasceu como um diário (ainda lá nos primórdios do livejournal), e que apesar de já terem passado seis anos desde então e o blog ter ganhado proporções muito maiores e mais profissionais, ele ainda mantém essa essência. Então, os looks, as viagens, comidas e tudo que ela tem de inspiração no seu dia a dia vão pro blog, exatamente pra retratarem quem ela é e como é a sua vida.

Pra conhecer mais da Carrie:

Bloghttp://wishwishwish.net/
Facebookhttps://www.facebook.com/wishwishwishblog
Twitterhttps://twitter.com/wishwishwish
Instagram@wishwishwish

Sei que todo mundo conhece o Le Blog de Betty, mas eu não tenho como fazer uma lista de blog de looks e deixar ele de fora, gente, simplesmente não dá. Tenho assim pra mim que o sucesso que a Betty faz com o blog tem a ver com esse estilo dela que sempre acha algum ponto de associação com todo mundo. Tipo, a gente sempre encontra alguma coisa na roupa dela que 1) a gente se identifica de alguma forma, mesmo você tendo seu estilo e eu tendo o meu e 2) rola uma coisa da gente bater o olho nos looks dela e pensar, ‘olha, não tenho essa blusa, mas tenho uma bem parecida, e tenho um shorts destroyed assim também” e bla bla bla. Parece que ela usa coisas que a gente consegue encontrar no nosso armário, além de mostrar que dá pra usar aquela camiseta velhinha com aquela outra peça que tá lá escondidinho no fundo da gaveta e que a gente nem dava bola.

Um fato curiosa sobre a Betty: teve uma edição do SPFW, que eu não me lembro exatamente qual foi, que eu tive a oportunidade de vê-la de pertinho. E enquanto ela conversava com os repórteres, batia fotos e tentava atender a todos os leitores que tinham ido vê-la, deu pra perceber que ela é bem tímida. Não sei se vocês já tinham essa ideia dela na cabeça, mas eu fiquei muito surpresa e achei super legal, de verdade. Fiquei pensando que as fotos dela são uma forma dela se expressar – e isso talvez explique também o fato de ela ser uma das blogueiras mais conhecidas do mundo e a gente achar um único vídeo dela no youtube. E ah, já me falaram que o noivo dela, que acompanha ela pelo mundo todo e é o responsável pelas fotos do blog, é a fofura em pessoa, e que eles fazem um casal lindo. Achei bonito (:

Pra conhecer mais da Betty:

 Bloghttp://www.leblogdebetty.com/
Facebookhttps://www.facebook.com/leblogdebetty
Twitterhttps://twitter.com/leblogdebetty
Instagram | @leblogdebetty

É batata como toda vez que eu abro a página do The Chriselle Factor eu solto um suspiro. É incrível como não só as roupas, mas o blog todo consegue ser maravilhoso.

O irônico nessa história toda é que esse daqui é o blog mais comercial dos listados nesse post, – como eu contei ali em cima a Chriselle trabalha com consultoria de moda e trata o blog também como portfólio – mas a impressão que dá é que todas as suas fotos assumem uma aura de editorial de moda. Daqueles inspiradores e não só que façam vender, e que eu com certeza traria aqui para o blog ou iria pra banca e compraria a revista só por causa dele. Rola até uma aberturinha em todo post com a primeira foto dando nome a sessão. Coisa linda!

E não bastasse tudo isso, a Chriselle ainda consegue fazer uma coisa que, pensando agora rapidinho, não me vem ninguém à cabeça que também faça (ou pelo menos não tão bem): ser uma referência gigante dentro da área de moda e uma referência gigante ou até maior na área de beleza. Ela é um fenômeno no youtube por causa de seus vídeos de moda/beleza e a mulher parece entender de tudo e ter 72 horas no seu dia. Ensina a gente, por favor?

Ps: tô na rua e acabei de ver que coloquei na imagem “canal de beleza”, mas na real o canal da Chriselle é sobre moda/beleza/viagens. À noite, chegando em casa, arrumo isso, mas já queria deixar avisadinho pra quem estiver lendo o post (:

Pra conhecer mais da Chriselle:

Bloghttp://thechrisellefactor.com/
Instagram | @chrisellelim
Facebookhttps://www.facebook.com/ChriselleINC
Twitterhttps://twitter.com/CHRISELLEtweets
Youtubehttps://www.youtube.com/user/chrisellelim

Esse blog aqui foi descoberto em uma madrugada de pesquisas sobre o assunto (já há muito tempo) e ficou pra sempre no meus links preferidos. Uma das coisas que eu acho mais bonitas do Making Magique é que aquela mistura de inspirações que eu tinha falado lá em cima, de quando o blog usa do look do dia dentro de um contexto, dando espaço pra muito mais coisas do que a roupa, é super recorrente nas suas páginas. Acho que isso tem a ver com o fato da Haleigh ser fotógrafa e cingegrafista, o que faz com que ela goste de captar a atmosfera de tudo ao redor, te levando a entrar de cabeça no universo ali mostrado.

O mais bacana é que essa ideia acaba indo além da fotos e vai pros textos também. Esses dias ela postou algo que eu eu li e fiquei com o coração quentinho ao pensar no assunto e em como isso de fato é mágico. “Why do I love vintage? Because in each piece of clothing there is a story – the story that you may or may not know of the person who loved and wore it before you. Where did it come from? Who made it? What beautiful little moments in life did they live it out it? Perhaps it was a wedding, perhaps they took it on a trip.”

Outro ponto lindo da Haleigh é que ela usa roupas que pra mim sempre parecem mega confortáveis e que, ao mesmo tempo, tem esse je ne sais quoi parisiense que eu amo.

Pra conhecer mais da Haleigh:

Bloghttp://www.makingmagique.com/
Facebookhttps://www.facebook.com/MakingMagique
Twitterhttps://twitter.com/makingmagique
Instagram@makingmagique

Amo que a Liz do Late Afternoon é da Califórnia e isso traz um ambiente diferente de outros blogs do gênero que eu conheço. Tem muito mais sol e frescor nas fotos dela, e pra gente que vive em um clima super quente, é ótimo, porque traz um monte de referências interessantes para o nosso armário. E ah,  sabe aquela ideia que roupas de frio são sempre mais bonitas? A Liz dá uma banana pra tudo isso e prova que roupas veranis são tão ou mais maravilhosas.

Eu acho tão legal a forma como esse blog aqui começou, tão despretensiosamente, e se tornou essa coisa linda que é hoje em dia! A Liz parece que não faz esforço algum pra combinar coisas que de longe parecem não ter muita conexão, mas que quando ela veste, ganham um charme só dela.

E ah, pra quem gosta de flores e comidas, esse link aqui é um prato cheio também, já que a Liz usa e abusa das flores e das estampas florais, e divide no blog também muitas das sua experiências gastronômicas de… brunchs!! Dá tanta água na boca que eu tava vendo as fotos aqui e agora mal me aguento de expectativa pro domingo chegar logo e eu ir no Alameda haha.

Para conhecer mais da Liz:

Bloghttp://www.lateafternoonblog.com/
Twitterhttps://twitter.com/LateAfternoon
Facebookhttps://www.facebook.com/pages/Late-Afternoon/139938709367329
Instagram@lateafternoon

Logo, logo tem mais! :*