TAG do Halloween

A Karol Pinheiro traduziu lá no canal dela uma tag de Halloween com 13 perguntas (claro!) sobre monstros, vilões, medos e até superstições, e como eu gosto demais de Halloween e não resisto a uma boa tag, tomei a liberdade de respondê-la aqui e deixar o convite pra todo mundo fazer o mesmo, independente da data já ter passado ou não. Festa legal não tem problema de estender um pouco a comemoração, não é mesmo? 😛

Ilustração por Iban Barrenetxea

1. O que você não gostaria de encontrar a noite em uma floresta?

Acho que pra começar eu não gostaria nem de estar a noite em uma floresta. Tanto lugar incrível e divertido (e nisso eu incluo o combo “minha cama mais Netflix”) e eu vou estar justo em uma floresta?! Mas se o caso for mesmo esse, acho que o que eu definitivamente não gostaria de encontrar é algum espírito maligno andando por aí. Zumbis, vampiros, bruxas ou qualquer outra coisa do tipo não seriam nem um pouco agradáveis também, é claro, mas acho que encontrar alguém do além mundo que definitivamente não tá aqui pra me fazer bem, me deixaria em um pânico tão grande que eu travaria, desmaiaria, morreria de medo antes mesmo de qualquer coisa acontecer.

2. Qual o seu monstro ou vilão preferido?

Existem vilões tão maravilhosos, com o perdão da palavra, que fica difícil escolher apenas um. Desde Jack Nicholson em O Iluminado, até o Coringa de Heath Ledger, passando pelo Alex de Laranja Mecânica e o Hades do desenho do Hércules, a lista é longa. Mas se eu tivesse que escolher apenas um vilão, ou no caso uma vilã para apontar como meu preferido, acho que acabaria ficando com Bellatrix Lestrange de Harry Potter.

Nos livros ela já tem uma personalidade tão forte, tão assustadoramente maluca, – mas ao mesmo tempo extremamente inteligente – que com a atuação da Helena Bonham Carter isso foi elevado a enésima potência! Ela é uma vilã completa, do tipo que te assusta e te envolve de uma tal maneira, que ainda que você não torça a seu favor, há um reconhecimento tácito do quão grande é a sua força e personalidade.

3. Qual foi a coisa mais assustadora que já aconteceu quando você estava sozinha?

Nem faz muito tempo assim, tomei o maior susto da vida quando saí do banho e descobri a janela do meu quarto aberta, sendo que eu lembrava de já tê-la fechado. O mais assustador é que a única maneira de abri-la seria mesmo por dentro, já que eu sempre fecho minha janela com uma tranquinha interna.

Depois de me convencer de que eu devia tê-la aberto e esquecido disso, fiquei verdadeiramente paralisada de medo quando no dia seguinte a mesma coisa aconteceu, sendo que eu tinha verificado a janela antes de entrar no banho. Fechei a janela, procurei por alguém escondido na casa toda e já tava com a certeza de que tinha um espírito dentro do meu quarto, quando vi que um dos meus gatos estava, – acreditem ou não – abrindo a janela com a patinha. Ele não só aprendeu a abrir a tranca, como esperava eu sair de perto pra poder ir passear belo e formoso na garagem.

Ilustração por Drazen Kozjan

4. Se te desafiarem a dormir em uma casa mal-assombrada, você toparia?

Jamais! Vejam bem, eu sou fissurada em filmes de terror, especialmente em histórias que envolvem casas do gênero, mas uma coisa é assistir uma história (que a gente torce pra ser fictícia) e uma outra bem diferente é virar protagonista de um conto do tipo. Tô passando bem longe disso, acreditem.

5. Você é supersticiosa?

Eu acho que não. Nunca liguei pra essa coisa de passar embaixo de escada ou de deixar chinelo com a sola pra cima. Já quebrei espelho, inclusive, e os últimos anos tem ido muito bem, obrigada. E nem vamos entrar no mérito de que gato preto dá azar, né, porque não apenas é horrível ficarem com a essa superstição boba com o pobre do bichinho, como ainda tem gente desalmada no mundo que chega a judiar do animal. Sério, é um absurdo sem tamanho, uma falta de sensibilidade, humanidade mesmo, que nem dá pra descrever.

6. Você acredita em universos paralelos?

Não que eu ache que nós estamos à merce de sermos invadidos a qualquer momento, seja por ~seres de outros planetas~ ou forças sobrenaturais, mas, ao mesmo tempo, acho que é muita, mas muita soberba mesmo da nossa parte acreditarmos que estamos sozinhos aqui, em um mundo tão gigantesco e complexo. A gente acha que sabe muito, mas o muito que a gente acha que sabe é tão minúsculo e tão cheio de incertezas, com respostas atribuídas a religiões e misticismos, que de fato não sabemos quase é nada.

Talvez no futuro as pessoas consigam descobrir mais concretamente coisas sobre outros universos e seres por aí, mas, por enquanto, ao menos pra essa nossa geração, o que ficam são um monte de dúvidas, perguntas não respondidas e um “mas e se” constante na nossa cabeça.

7. Você se assusta facilmente?

Muito! Sou do tipo que pula da cadeira, que o coração quase salta pela boca, que dá um grito de puro terror e que precisa parar uns segundinhos pra respirar quando alguém inventa de pregar uma peça.

8. Você iria a um cemitério à noite?

Acho que eu iria sim, desde que é claro houvesse um motivo minimamente plausível pra isso. Nem tenho tanto problemas assim com cemitérios, ainda que eles não sejam um lugar que eu goste de ir nem nada do tipo.

9. Você prefere ir a uma festa de Halloween vestida de monstro ou uma festa a fantasia vestida bonitinha?

Em festas de Halloween, fantasias dessas bem monstruosas são o que há de melhor. O problema é que, sendo bem sincera, eu nunca me esforço o suficiente pra fazer uma fantasia legal assim haha. Não sei fazer maquiagens mirabolantes, não tenho nenhuma roupa super assustadora e nem me acho tão criativa assim pra bolar algo do zero e fazer total handmade. Então acaba que quase sempre eu opto pelo mais básico e acabo indo numa mistura de “vou tentar surpreender um pouco” com roupa bonitinha.

10. Em um filme de terror você é a menina que morre primeiro, a sobrevivente ou a assassina?

Bem que eu queria dizer que sou a sobrevivente, aquela personagem bem fodona que enfrenta o assassino e de quebra ainda salva uns amigos. Mas a verdade é que muito provavelmente eu sou a menina que morre primeiro.

Eu não sei atirar, tenho quase nada de força nos braços e tenho um péssimo fôlego pra correr, ou seja, o tipo ideal pra aparecer nos cinco primeiro minutos do filme e terminar a carreira por aí mesmo.

11. Com quantos anos você assistiu seu primeiro filme de terror?

Pra ser sincera eu não lembro quantos anos eu tinha ou qual filme de terror assisti, mas se eu tivesse que chutar, diria que provavelmente foi algum filme do Tim Burton.

Eu tenho umas memórias muito antigas de filmes desse diretor, especialmente de Edward Mão de Tesoura (não à toa um dos meus longas preferidos da vida). E já imagino que você vá dizer que Edward não é um filme de terror propriamente dito, o que eu tenho que concordar, mas, ao mesmo tempo, se a gente for parar pra pensar, a história toda é tão macabra e o personagem é de uma peculiaridade tão grande, que seria natural que uma criança se assustasse com ele, assim, à primeira vista.

Mas eu sempre gostei de Edward, sempre achei ele uma figura que inspirava muito mais compaixão do que medo, muito mais coisas boas do que sustos. Acho que talvez por isso, filmes e personagens de terror tenham entrado de maneira tão tranquila na minha vida e me feito gostar tanto do gênero.

12 . Qual foi a primeira fantasia de Halloween que você usou na vida?

Se não me falha a memória, foi de bruxa em uma festa da escola. Nenhum figurino muito elaborado, é verdade (meu histórico de fantasias não muito mirabolantes vem de longe como vocês podem perceber), mas uma bruxinha que dava pro gasto.

13. Se você pudesse ter um animal de estimação de Halloween, qual seria: um gato preto, uma coruja, um morcego ou um lobo?

Ainda que eu ache lobinhos de uma fofura indescritível, – e esquecendo, é claro, toda a parte de que ele provavelmente me comeria – ainda assim eu escolheria um gato preto. Aliás, não só escolheria, como escolhi, já que eu tenho uma gatinha preta linda, toda pimposa e dorminhoca. E quando eu digo dorminhoca é dorminhoca mesmo, do tipo que fica o dia todo dormindo e só acorda pra comer. Aaahh, gatos <3

Enfim, como falei lá em cima, fiquem a vontade pra responder essas perguntas também e lembrem de aproveitar esse restinho de Dia das Bruxas pra comer doces (me enchi de caramelo hoje haha), pregar um susto em algum amigo ou ver um filme bem assustador.

Bisous, bisous e boa semana!

Wishlist de Halloween da Rose Wholesale

Halloween é uma das minhas datas preferidas do ano, e, por isso mesmo, não poderia ter ficado mais feliz do que quando fui convidada pela loja online Rose Wholesale pra fazer uma wishlist da sua promoção de Dia das Bruxas. ?

Essa promo deles tem desde peças básicas, até peças que beiram a fantasia e que podem servir de inspiração pra qualquer festa desse tema que você for.

Confesso que não foi fácil chegar a uma lista com 10 produtos finais, mas acabei optando por roupas e acessórios de decoração que têm a vibe trevosa que eu tanto amo no Halloween, mas que também podem ser usados em outras ocasiões. Então, aí vão eles!

Wishlist de Halloween da Rose Whosale

1. Casaco vermelho. (R$ 104,56) Já repararam como nos filmes de terror antigos, sempre tem alguém vestido com um casacão ou uma capa dessas bem impactantes? E faz sentido, porque acho que casacos além de chiques, são peças um tanto quanto misteriosas, dessas que fazem a gente sempre imaginar uma boa história por trás de si. Confessa apaixonada que sou pela peça, gostei em particular desse modelo por ter um corte mais reto do que o da maioria, ter só uma casa de botão (ainda que normalmente eu goste do efeito de muitos botões na parte frontal de roupas) e essa cor vinho tão, tão linda.

2. Suéter com ombro à mostra. (R$ 21,47) Gosto quando uma peça que tinha tudo pra ser muito parecida com qualquer outra, tem um charminho extra, um toque diferente do restante. E pra mim é exatamente isso o que acontece com esse suéter aqui. Branco, estampado com uma caveira grandona, com tecido bem levinho e fluido, o diferencial dele fica por conta da gola caída de um lado, que deixa um dos ombros à mostra.

Como a peça é bem focada em meia estação (o tecido parece ser bem leve mesmo), o recorte diferente da gola não fica estranho e dá pra imaginá-lo como uma terceira peça que a gente veste quando começa a bater um ventinho mais gelado.

3. Saia longa de tule plissada. (R$ 32,60) Acho que essa peça é a que de fato mais me inspira a pensar em looks para o Halloween. Ela tem volume e todo um drama característico das fantasias da data, mas acho que mesmo fora desse contexto eu consigo pensar em combinações em que a usaria. Não é fácil, eu sei, mas acho que uma das coisas mais legais da moda é mesmo essa parte de styling e da maravilha que podemos fazer com ele.

4. Sandália pink. (R$ 60,96) Não sei se todo mundo aqui sabe, mas eu sou bem baixinha. E ainda que eu não use tanto salto assim pra compensar a altura (ou a falta dela, no caso), de vez em quando me bate essa vontade de subir em um bom salto plataforma e arrasar por aí.

Esse daqui da foto é bem alto, mas tem o salto grosso – o que me deixa mais confortável e me inspira a ter mais segurança na hora de andar. Além disso, eu amei essa tira diagonal que não deixa a sandália tão óbvia e traz uma vibe ~impactante~ pro sapato. E ah, fica de aviso pra quem também o amou, que no site da Rose Wholesale dá pra encontrar esse mesmo modelo nas cores preto e nude.

5. Caveira decorativa. (R$ 66,43) Não é de agora que eu namoro uma dessas caveira, sonhando em colocá-la como decoração da minha cômoda ou da mesa do computador (apesar de achar que nessa última já tá ficando humanamente impossível caber alguma coisa).

Eu sempre gostei de caveiras, e acho que uma parte dessa influência vem de acompanhar o trabalho do Alexandre Herchcovitch, que sempre trabalhou esse símbolo na suas coleções.

Anyway, quem sabe agora é a hora de adquirir a minha.

6. Camiseta preta com asas. (R$ 27,00) Faz um tempinho, eu escrevi um post para o Johnny Tattoo Studio falando sobre camisetas longline, aquelas camisetas que são mais compridas do que o normal e que viraram uma febre no guarda-roupa masculino. Só que bem antes de virar tendência e delas desfilares um monte aí pelas ruas, eu já usava camiseta longline até não poder mais, já que adoro camisetas mais compridinhas assim.

Essa que escolhi pra wishlist atende não só esse requisito como também é preta (a cor que eu mais uso) e tem esse detalhe bem bonito das asas. Ou seja, outra roupa que eu usaria facilmente no meu dia a dia.

7. Almofada geométrica. (R$ 21,34) Essa almofada não tem muito erro, né? Ela combina fácil em qualquer canto da casa e acho que fica ainda mais bonita quando combinada com outras almofadas coloridas pra criar um contraste.

8. Saia rodada azul. (R$ 49,50) Sei que essa saia talvez assim à primeira vista não inspire muito um traje de Halloween, mas só quem já teve uma saia rodada sabe como essa peça pode ser versátil. E juro que isso não é balela! Eu sou apaixonada por saias amplas assim, bastante rodadas, que cabem bem em diferentes ocasiões.

9. Almofada verde de caveira. (R$ 25,49)Eu amei, amei essa almofada! É o tipo de peça que é claro que pode servir de decoração pras festas de outubro (ou de novembro de você for como eu e não se importar de estender um pouquinho as festas de Halloween), mas é um acessório que dá pra decorar qualquer canto da casa sem ficar com cara de “esqueceram de tirar a decoração da festa temática daqui”.

Já consigo até imaginar essa almofada na poltrona do meu futuro escritório.

10. Vestido preto com mangas de lantejoulas. (R$62,08)Eu fiquei tão, mas tão apaixonada por esse vestido! Eu amo vestidos “simples” que tem um detalhe forte como esse daqui (olhem essas mangas de lantejoulas que maravilhosas!). Além disso, posso me imaginar usando essa peça em tantas festas e ocasiões sociais diferentes, que mais do que uma roupa de Halloweeen, acho ele um super curinga para a arara de roupas.

Contem depois nos comentários quais peças do site vocês mais gostaram? Quero muito saber!

Muitos sustos e boas compras pra vocês!

Bisous, bisous