Desbravando São Paulo #4

Não sei se já falei sobre isso em algum momento aqui do blog, mas até pouco tempo, uns dois anos acho eu, eu tinha esse sonho de ir morar em São Paulo.

Eu achava a cidade linda, surpreendente, cheia de oportunidades, e me encantava essa ideia de um dia morar lá e poder aproveitar essas muitas maravilhas que ela tinha pra oferecer.

Acontece que com o tempo – e com essas experiências que a gente vai tendo com a vida – eu comecei a perceber que por maior que fosse meu amor por São Paulo, essa cidade pra mim tinha muito mais a ver com renovação e gratidão, do que exatamente com estadia.

Não é como se eu não amasse mais – ao contrário, eu a amo muito – mas acho que agora, com as coisas que tenho vivido agora, com as necessidades que tenho agora, com os desejos que tenho agora, São Paulo só pode mesmo ocupar esse espaço na minha vida. E eu tô bem com isso.

Tão bem, que toda vez que eu vou pra lá, eu faço questão de aproveitar cada cantinho e cada esquininha da cidade, pra me inspirar com as pessoas, os lugares e as experiências daquela visita e voltar renovada pra casa. E na minha última estadia passei um sábado tão maravilhoso e divertido com a Babi, que no final do dia eu já sabia que ele renderia um desbravando São Paulo foda aqui no blog.

Olha só…

Eu pedi pra Babi me levar no Beco do Batman porque tinha visto alguém postando uma foto de lá (Desculpa, gente, não lembro quem é. Memória ruim aqui.) e pirei com o cenário. Eu nunca tinha escutado falar do lugar, e quando fui pesquisar sobre ele, fiquei ainda mais curiosa.

Até a década de 80, o Beco do Batman era apenas um lugar abandonado da Vila Mariana, sem nada de muito especial. As coisas só começaram a mudar quando alguns artistas resolveram grafitar em suas paredes e o resultado foi tão legal que naturalmente o lugar foi se tornando uma galeria a céu aberto, onde artistas mostram sua arte em seu labirinto de paredes.

Pelo que pesquisei, de tempos em tempos as artes são trocadas, mas sempre num intercâmbio super saudável entre artistas que conversam entre si antes, respeitando os espaços de cada um e a arte de cada um.

O lugar se tornou assim um marco da região e atrai gente de todo tipo e de todo lugar. Tanto é que no fim de semana em que fomos, em um sábado super normal, tinham grupos fazendo sessões de fotos, gringos pirando com todas as artes, pessoas que pareciam ser frequentadoras assíduas do beco e mais um monte de gente perdida assim como nós.

Para quem gosta de arte urbana, colocar o Beco do Batman na listinha de lugares pra conhecer é indispensável.

Endereço: Rua Gonçalo Afonso – Vila Madalena, São Paulo – SP | Site

Quase do ladinho do Beco do Batman fica a Choque Cultural, uma galeria de arte pequenininha, charmosa e super encantadora.

O foco da galeria é street art e tanto nas obras expostas no interior da galeria, quanto as que ficam no jardinzinho lá do fundo, há trabalhos insanos de artistas que retratam desde cenas do cotidiano até misturas superinteressantes entre técnicas e universos. Têm uns quadros que dão vontade de mergulhar dentro, de querer olhar mais e mais pra que a cada nova olhada, a gente pensa e sinta algo diferente.

É arte pra se ver e pra se viver.

Endereço: R. Medeiros de Albuquerque, 250 – Vila Madalena, São Paulo | Site | Facebook

A gente aproveitou pra passar também na feirinha da Benedito Calixto, que é super tradicional em São Paulo – ela começou ainda nos anos 80! – e que acontece todos os sábados, das 9h às 19h.

Eu acho feiras assim graciosas quase que na mesma medida que importantes. Porque pensar que em pleno ano de 2015 ainda rola fazer coleção de selos, comprar arte na rua, ter a sua própria máquina de escrever e coisas do tipo, me soa uma forma de abraçar o passado naquilo que ele tem de melhor. Não tem nada a ver com nostalgia ou essas balelas de ter parado no tempo. Tem a ver com raízes, com heranças, com coisas que nos fazem bem. E disso essa feirinha aqui entende muito.

São mais de 300 expositores reunidos na praça vendendo todo tipo de arte, de objetos de decoração a discos de vinil, de acessórios até mobília semi-nova. Tudo de um jeito bem organizado, mas ao mesmo tempo super agitado, com gente pra lá e pra cá, conversas altas, pedidos de pechincha, risadas, crianças correndo…

Tem que dar um pulinho lá pra ver.

Endereço: Praça Benedito Calixto – Jardim Paulista, São Paulo | Site

Foto do facebook da cafeteria

Foto do facebook da cafeteria

No final do dia, a Babi me levou até o Sofá Café, em Pinheiros. uma cafeteria bonitinha que ela já tinha ido outras vezes e adorado.

O nome do lugar, aliás, faz jus ao ambiente, que é cheio de sofazinhos aconchegantes que lembram o da sala da nossa casa. Isso porque o lugar nasceu do sonho de um engenheiro florestal viciado em cafeína que resolveu estudar a fundo essa arte e criar um ambiente que, além da bebida deliciosa, também recebesse a gente assim, que nem a casa de um amigo.

E eu adorei o lugar! Além de termos sido muito bem atendidas, as comidas e bebidas que pedimos tavam maravilhosas e o ambiente era muito leve e acolhedor – algo que eu prezo muito.

O único problema foi que como eu tava resolvendo uns problemas por telefone e tava super preocupada se as coisas iam dar certo ou não, nem consegui dar uma voltinha lá pros fundos do café ou olhar com mais calma o cardápio. Por isso, já coloquei o lugar na lista de lugares pra voltar quando for Sao Paulo, porque quero mesmo experimentar mais comidas e bebidas de lá.

Endereço: Edifício Cultura Inglesa – R. Ferreira de Araújo, 741 – Pinheiros, São Paulo | Site | Facebook

 

E aproveitando o embalo do post, fica aqui a indicação do novo canal do Dhyogo do Sem Geração, o De Rolê por São Paulo, onde ele mostra lugares incríveis da cidade, ótimos pra passear e que são opções baratas pra quem quer sair da rotina.

Bisous, bisous, bom passeios e ótimo final de semana (:

Os cinco de dezembro/2013 e os cinco de janeiro/2014

No final de 2013 acabei não conseguindo postar “Os 5 de de dezembro” aqui no blog, mas enquanto selecionava as fotos que iriam entrar no post desse mês, resolvi juntar com aqueles acontecimentos e escrever aqui também, afinal dezembro é um mês muito incrível (meu preferido, pra ser mais exata) pra passar assim em branco. Então, vamos lá! Ps: lembrando que todas as fotos desse post são do meu instagram, @paulinhav).

Dezembro 2013

O arco-íris mais lindo que eu já vi

Sabe aqueles dias em que o que você mais deseja é chegar no seu apartamento, tomar um banho quente, se enfiar debaixo das cobertas e dormir o máximo de horas possíveis? Pois então, eu tava em um dias desses, com meu corpo e cabeça totalmente cansados e só pensando na hora que ia chegar em casa. Só que aí, quando já ia entrando no prédio, olhei para o céu e me deparei com essa cena: a mistura do pôr-do-sol com um arco-íris que tinha acabado de aparecer. Pode soar bem piegas, mas essa mistura deixou o céu de uma beleza tão grande e cheio de cores tão lindas que funcionou mil vezes melhor pra mim do que qualquer banho e cama. Me senti recompensada – e renovada – depois de um dia tão desgastante.

Crônicas de uma bicicleta rosa solitária

Faz mais de um ano que terminei minhas aulas na Unesp, e, depois disso, só voltei ao campus para apresentar meu TCC. Então, colocar os pés na faculdade de novo e passear pelo bosque, renovar a carteirinha da biblioteca (ex-aluna também pode pegar livro, todas comemora!), comer um salgado na cantina e ver alguns poucos alunos perdidos pelos corredores nessa época de quase férias, é estranho e nostálgico. Mas é também muito bom.

Cinema & Café <3

Café pra mim é total amor eterno, amor verdadeiro, e eu sou verdadeiramente apaixonada por conhecer novas cafeterias e suas decorações e quitutes. Em Mogi Mirim, cidade natal do meu namorado, tem essa cafeteria (um dos meus lugares preferidos na cidade), chamada Cine Café, que tem esse nome bem autoexplicativo. Ela faz parte de um cinema que tem lá e tem um cardápio mega diverso, mais até com cara de restaurante do que de cafeteria. Eu amo também que eles exploram o tema do cinema na decoração e tem vários cantinhos inspiradores no lugar. Se algum dias vocês estiverem por lá, vale muito a visita! E aproveitem pra pedir um capuccino com chocolate, que é uma das bebidas mais sensacionais do lugar.

Ps: pra quem não sabe, tenho uma listinha no listography “avaliando” todas as cafeterias que vou. Se alguém se interessar por ir em alguma que tem aí, conta aqui depois o que achou :)

Natal em família

Dezembro também é o mês do Natal, minha data preferida do ano, seguida ali de pertinho pelo Ano Novo. Como já é tradição, passo todos os anos o Natal em Leme, cidade dos meu pais, junto com a minha família. Descendentes de italianos, minha família é daquelas que enxerga em qualquer  deixa uma boa desculpa pra se reunir e comemorar, e se é assim com coisas menores, imagina no Natal?! Nessa época, a gente sempre se reúne no salão de festas do prédio da minha tia, e entre famílias e amigos, lá se vão uns 40/50 convidados! Com direito a muita comida gorda, troca de presentes de amigo secreto, música, conversa e risada.

Com o mon amour

Ano Novo, vida nova. 2014 pra mim, definitivamente, está sendo um ano de mudanças, porque como já contei aqui no blog eu prometi pra mim mesma que, nesse ano, minha meta número seria não deixar mais nada pra depois. Essa vida é muito curta pra gente ficar adiando nossos sonhos! É óbvio que existem coisas que precisam de mais tempo pra se conseguir, mas tudo o que é possível pra já, eu tô correndo atrás e deixando de “inventar desculpas” como eu fazia antes de que não tinha tempo, disposição ou que simplesmente iria ver sobre isso dali a pouco. Depois eu venho contar aqui no blog as coisas que já aconteceram e o que tô correndo atrás pra acontecer em breve.

A foto aqui de cima foi durante o Ano Novo, em um daqueles momentos em que além da certeza de que você tem uma meta muito bem estabelecida na cabeça e que vai te fazer muito feliz durante o ano, você tem mais certeza ainda de estar com a pessoa certa ao seu lado pra te ajudar a realizar todos esses sonhos <3

Mudando de assunto...

Janeiro 2014

A série preferida

Janeiro eu decidi que tava com saudades de Harry Potter e cheguei até a cogitar a possibilidade de reler todos os livros aqui da foto.  Porém, eu tenho uma longa lista de títulos que quero ler pra ontem, então decidi que por enquanto eu iria rever os filmes e, mais pra frente, iria reler os livros. E olha, foi a decisão mais acertada que eu poderia ter pra começar esse ano bem. Me inspirou muito e decidi que logo quero rever outros filmes preferidos da vida também (já até comprei o Edward Mãos de Tesoura!).

Comemoração de aniversário

Dia 10 de janeiro completei 24 anos de idade e pra comemorar a data chamei alguns amigos para irem no Galpão, um barzinho aqui de Bauru. Eu nunca tinha ido até lá e foi uma surpresa maravilhosa o lugar, tanto que tô super tentada a repetir a dose esse final de semana. Na foto aqui de cima, além da minha companheira “Sex on the Bitch”, tem também o Diego, amigo que sempre desfila com os melhores looks da redação, e o Antônio, seu namorado e um baita desenhista. E olha que amor, os dois ficaram noivos e casam mês que vem! 😀

O cartão de aniversário mais legal de toda a história dos cartões de aniversário

Na redação, tem essa tradição de sempre fazer um cartão de aniversário nada convencional pra quem estiver ficando mais velho. Na verdade, a gente adora cartões, e tudo quanto é data serve de desculpa pra gente fazer um. Ano passado eu havia ganhado um muito incrível quando saí do estágio e tenho ele guardadinho até hoje. Mas daí nesse ano, no meu aniversário, ganhei esse daqui de cima e pronto, tive certeza na mesma hora que esse era o cartão de aniversário mais legal de toda a história dos cartões de aniversário haha. Foi bem na época ainda eu que eu tava revendo os filmes do Harry Potter, então imagine minha cara a hora que eu o vi! Fiquei completamente emocionada.

Com a máscara de cílios Noir Couture da Givenchy

Fiz um post sobre essa máscara aqui no blog, e tô animada pra fazer mais “resenhas” de produtinhos que ando testando. Durante a semana eu tenho usado quase zero de maquiagem, mas aos finais de semana tenho aproveitado pra testar várias coisas legais de make e quero compartilhar pra ver se mais gente já usou e o que achou. Além disso, agora tô investido bastante em produtos de cuidados com a pele e acho legal trocar experiências com quem já tá familiarizado com eles há mais tempo ou com quem, assim como eu, descobriu há pouco tempo esse mundo da beleza.

Campanha “Adote um gatinho!”

A história é longa, mas em resumo eu e Diego estamos cuidando de duas famílias de gatinhos de rua. Nós iremos adotar as mães (já até castramos uma e estamos esperando doar os outros gatinhos para castrar a outra), mas precisamos da ajuda de todo mundo para achar um lar para os filhotinhos. Já conseguimos que alguns fossem adotados, mas ainda tem cinco bolinhas de pelo esperando um lar. Se você se interessou, aqui tem toda a história deles e as fotos de cada um. Pode entrar em contato comigo aqui mesmo pelo blog ou por facebook se você quiser ficar com algum, e mesmo que não quiser/puder, não deixa de compartilhar essa história pra gente conseguir chegar em um final feliz, ok?

Bisous, bisous e uma ótima sexta-feira e final de semana!

Desbravando São Paulo #1

Como contei lá no facebook do blog, eu e Diego passamos alguns dias em São Paulo por três motivos: o número um era o de rever a Babi, a amiga-fotógrafa-gênia, que depois de seis meses na Argentina e uma rápida passagem de uma semana pelo Uruguai, voltou para sua casinha em São Paulo matando assim a saudade dos amigos brasileiros. O segundo motivo era porque queríamos (e merecíamos) uma mini férias e o terceiro era que a gente tava sentindo falta de uns programas assim mais culturais – e que a Babi sempre nos guia maravilhosamente bem. Fiz uma listinha dos lugares que fomos em São Paulo durante esses dias. Fica de ajuda pra quem é de lá, mas ainda não visitou alguma dessas lindezas, ou mesmo pra quem, como a gente, tá indo passar uns dias por lá e não sabe muito bem o que fazer.

Espero que vocês curtam e se tiverem outras indicações, fiquem a vonts nos comentários pra contar! Vou anotar tudo pra uma próxima passagem por lá (:

O Museu do Futebol fica no próprio Estádio do Pacaembu (que eu também não conhecia) e foi uma parada obrigatória pra gente porque fazia um tempão que o Diego queria conhecê-lo. Apesar do museu ser grande e ter várias salas dedicadas a diferentes épocas do futebol, senti falta de um espaço para o futebol feminino – só existe, literalmente, um painel que faz menção a isso – e um pouco mais de história e menos de ufanismo. Apesar de algumas áreas do museu acabarem contando eventos paralelos ao futebol – seja no campo político, social ou cultural – e isso ser uma sacada e tanto pra gente entender alguns eventos que aconteceram dentro do estádio, todas as salas transbordam patriotismo, o que em teoria não deveria ser o objetivo principal do lugar.

É sim de se esperar que o futebol brasileiro acabe ganhando um grande destaque dentro da história do futebol, mas soa um pouco claustrofóbico ver que a ideia ali dentro é mais de exaltação de nossos jogadores e história do que propriamente do que o futebol representa no mundo.

Site do Museu: http://www.museudofutebol.org.br/
Endereço: Praça Charles Miller, S/N – Estádio do Pacaembu 

O Café Girondino vale uma visita assim de cara já por causa da sua história: ele apenas é o café mais antigo de São Paulo! Inaugurado no começo do século XX ele é um prédio de dois andares que transpira história, mas tudo com um toque bem moderno, e que além de cafeteria, funciona como bar e restaurante. Apesar de eu ter ficado apenas no capuccino com misto quente (vocês não tem ideia da delícia que era esse misto quente! haha), a fama dos seus pratos é invejável. Além disso, o lugar tem uma decoração linda, é super intimista e pelas janelas a gente vê o movimento dos transeuntes do centro e o Mosteiro São Bento.

Site do Café: http://www.cafegirondino.com.br/
Endereço: Rua Boa Vista, 365 – Centro, São Paulo  

O Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo tem uma das arquiteturas mais incríveis que já vi. São vários andares e tudo lá, desde as escadarias até os lustres e colunas, são absurdamente imponentes. São várias exposições e mostras que rolam no lugar, mas as que visitamos foram a exposição “Resistir é Preciso”, que reconta a história da ditadura militar no Brasil entre os anos de 1960 a 1985, e a mostra “Musas, Nova Geração”.

A exposição tá muito bem organizada, com uma curadoria incri. A gente ficou um bom tempo lá conversando enquanto olhávamos tudo – a Babi é formada em História pela USP então vocês já podem imaginar que papo não faltou – e é de ficar abobado ver o  panorama de todos os acontecimentos que influenciaram direta e indiretamente na ditadura militar assim expostos em um mesmo lugar. Não dá mesmo pra imaginar o que as pessoas que de fato vivenciaram a ditadura dentro de suas famílias, em seu círculo de amigos e no trabalho, sofreram com todas coisas que aconteceram na época. A gente consegue entender, é claro, o contexto histórico, mas esse sentimento é muito mais profundo e só quem viveu, viveu. Essa exposição fica até 06 de janeiro no CCBB então se você ainda não viu, corre que dá tempo!

Já “Musas, Nova Geração” é uma mostra de filmes que tem como fio condutor dos longas a presença de atrizes ícones do cinema contemporâneo. Na mostra tem filmes como “As Vantagens de Ser Invisível”, “A Pele que Habito”, “Melancolia”, “Shame” e muitos outros, e nós assistimos a” Que mais posso Querer”. O filme é italiano e de uma realidade nua e crua. Esqueça ápices, ações e aquelas quebras de linearidade que a maioria dos longas têm, aqui é vida real mesmo. A mostra não rola todos os dias então precisa dar uma olhadinha na programação, mas ela vai até dia 08 de dezembro, então ainda dá tempo de você pegar um cineminha também.

Site do Centro Cultural: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro

A Livraria Cultura é parada obrigatória em São Paulo. Não acharia ruim mesmo morar lá, afinal, com o tanto de bons livros que ela tem nem preciso de mais nada (brinks, preciso sim haha). Essa que eu fui é a principal, que fica no Conjunto Nacional na Avenida Paulista, tem três pisos e além da loja central, possui outras várias separadas por temas específicos, como a parte de Artes e Geek. Além disso, ela tem uma revistaria incrível (com verdadeiros achados de revistas de moda), é a maior livraria do país e tem mais 11 unidades espalhadas pelo Brasil.

Site da loja: http://www.livrariacultura.com.br
Endereço: Avenida Paulista, 2073 

A Honey Pie pode até ser novinha nesse mundo da moda, mas esse tempo já foi suficiente pra mostrar que ali o trabalho é sério (e lindo!). É bacana que o trabalho ali é realmente artesanal, eles nem seguem esse lance de tendências ou estações, e as peças são feitas todas a mão na maison e depois vendidas na boutique (essa da foto). Eu fui conhecê-los, na verdade, por causa da Marina Espindola, uma guria fofa, fofa que eu conheci aqui nesse mundo dos blogs de moda, virou amiga de conversas no gmail e facebook e eu tive o prazer de conhecer nessa passagem por São Paulo. A Má é assessora de imprensa da Honey Pie e fui prestigiá-la na festa de um ano da boutique que aconteceu esse final de semana na Cidade Jardim.

A festa teve até degustação de cerveja artesanal, a Dear Prudence, feita especialmente para o evento (aliás, essas referências todas ao quarteto britânico mais amado do mundo tem a ver com o slogan da marca, que é “atemporal como uma música do Beatles? <3) e foi bacana porque a loja tava aberta e deu pra ver bem mais de pertinho algumas das peças lindas que eles têm. Tudo muito girlie e apaixonante.

Site da loja: http://www.maisonhoneypie.com.br/
Endereço da maison: R. Eng. Oscar Americano, 26 – Cidade Jardim

Endereço da boutique: Av. Cidade Jardim, 662 – Jardim Europa – São Paulo

O Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) aos domingos abriga uma Feirinha de Antiguidade no seu vão livre. Lá são vendidos os mais diferentes tipos de antiguidades, como aneis, vasos, coleções (de bonecos a selos), notas antigas, estátuas, instrumentos musicais, etc e etc. Tem de tudo que você puder imaginar. Claro que o Masp em si é muito mais do que isso e abriga inúmeras exposições também, mas dessa vez eu só dei um pulo mesmo na feirinha que tinha visto por cima das outras vezes e amei. Pra quem estiver ali perto da Paulista durante o domingo, é uma ótima pedida.

Site do Masp: http://masp.art.br
Endereço: Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César

Essa foi a primeira vez que fui em uma Livraria da Vila. Depois que a Isabelly foi lá e me contou que a disposição das prateleiras davam uma sensação de infinito, fiquei curiosíssima pra conhecer o lugar. Ao todo são oito unidades em São Paulo e eu fui na da Lorena, essa da foto, que tem dois andares e esse “buracão” no meio da loja onde você vê a parte de baixo. A disposição é linda mesmo e a atendente foi de uma fofura sem fim comigo, vasculhando cada canto do lugar até achar o livro que eu queria. Agora fiquei com vontade de conhecer as outras unidades e suas particularidades (:

Site da livraria: http://www.livrariadavila.com.br
Endereço da loja da Lorena: Alameda Lorena, 1731 – Jardim Paulista

Ps: pra quem quiser ver mais fotos desses dias, lá no meu instagram (aka paulinhav) tem várias.

Bisous, Bisous!

Os cinco de agosto

Já faz um tempo que eu quero compartilhar um pouco mais da minha vida pessoal aqui no blog. Uma ou outra vez eu até falo um pouco mais de mim por aqui, mas eu pensei que seria legal fazer no começo de todo mês dois tipos de posts mais rapidinhos, mas que também mostrem um pouco de quem eu sou pra vocês. Porque né, conhecer as pessoas, sua vida, vontades e desejos pode ser um ótimo exercício também pra entender como a moda se encaixa ali, como tá presente no dia-a-dia dela.

Então é isso! A partir de hoje o blog ganha dois posts fixos todo mês na categoria Minha Vida. O primeiro é esse daqui, “Os 5 de (insira aqui o mês que acabou de terminar)”, onde eu conto, e mostro em fotos do meu instagram (aka @paulinhav), cinco coisas legais que aconteceram no meu último mês. O segundo é “Wishlist de (insira aqui o mês que estamos)”, com todos os meus desejos de consumo, não só de roupas e sapatos, claro, do mês que tá começando.

E é isso hehe. Espero mesmo que vocês curtam e também deem seus pitacos nos comentários!

Elle Brasil de agosto e "Dormindo com o Inimigo - A Guerra Secreta de Coco Chanel"

Elle Brasil de agosto e “Dormindo com o Inimigo – A Guerra Secreta de Coco Chanel”

No comecinho de agosto eu fui passar uns dias com os meus pais e minha irmã lá na minha cidade natal, Leme, interior de São Paulo. O bom de ir pra lá é que quase sempre eu acabo tendo dias muito quietinhos, dedicados a rever amigos queridos em programas caseiros ou programas tipo ir tomar café e pegar um cineminha, e a me entregar de corpo e alma pras minhas revistas e livros. E eu não to exagerando nessa parte não haha. Sempre que vou pra Leme levo quase que metade da mala com roupas, acessórios e o que mais eu for precisar pra aquelas dias, e a outra metade vai toda abarrotada de revistas e livros :p Juro que já tentei ser mais contida, mas não adianta, sempre acho melhor me precaver e levar milhões de livros e revistas porque “vai que eu acabo tudo e não tenho mais nada pra ler?” haha.

A foto aqui foi em um momento onde eu dividia minha leitura com a Elle Brasil de agosto (essa é a capa pra assinante, mas a capa que tava nas bancas era tão linda quanto) e o livro “Dormindo com o Inimigo – A Guerra Secreta de Coco Chanel”, que já teve até resenha aqui no blog.

Cabelo novo, vida nova!

Cabelo novo, vida nova!

Agosto também foi mês de cortar o cabelo e fazer uma grande mudança no visual!
Mas antes de explicar essa minha mudança, vamos voltar um pouco no tempo lá em 2006/2007. Na época eu tinha 16, 17 anos e sofria com um sério problema capilar. Foi uma época em que eu passei por vários problemas pessoais e acabou que quem sofreu com todo esse stress foram meus cabelos. A queda dos fios era tão intensa, mas tão intensa que eu passei vários anos da minha vida entrando e saindo de tratamentos, testando produtos, fazendo tudo que era possível e imaginável pra poder mantê-los bem. Ou seja, nessa época o que eu mais sonhava era poder mantê-los compridos e saudáveis, uma coisa meio impossível pra quem via seu cabelo caindo aos montes todo dia.

Em 2009 eu vim então pra Bauru e as coisas começaram a mudar. Foi uma grande transformação na minha vida e acho que a felicidade de dentro começou a se refletir também por fora. Meus cabelos ganharam vida, os tratamentos pararam e eu finalmente pude aproveitar minhas longas madeixas, só que como eu já tinha sofrido tanto antes pra poder mantê-lo assim, acabei mantendo o mesmo comprimento durante anos, só cortando as pontinhas pra dar força, sabem?

Bom, tava na hora de mudar então né haha? Ganhei uma leve franja e cortei o cabelo numa altura média!

No início eu até estranhei, mas agora to tirando de letra deixá-lo assim!

Jantar a luz de velas no dia 17

Jantar a luz de velas no dia 17

Eu e Diego começamos a namorar no dia 17 de maio de 2009, e além dos aniversários que comemoramos todo ano quando essa data se repete, a gente mantém o dia 17 de todo mês como um dia especial. Às vezes a gente só faz uma comida mais caprichada aqui no apartamento ou faz um programa não comum na nossa rotina, porque depende do quanto aquele dia tá sendo agitado ou não, mas dessa vez conseguimos ir em um jantar bem romântico. Decidimos então jantar em um restaurante de comida asiática chamado Bangkok, que além de ter uma decoração deslumbrante, um clima super intimista e uma comida deliciosa, fica todo ao ar livre, em um jardim lindo e com uma iluminação feita toda a luz de velas. Lindo, lindo!

O melhor quiche da história dos quiches

O melhor quiche da história dos quiches

Não sei se eu já contei isso aqui no blog, mas eu sou fã número um de cafeterias. Tenho até uma listinha no listography com as cafeterias que já fui e qual foi a minha impressão sobre elas a respeito da comida, atendimento e decoração.

O Lokma Café é um bistrô e cafeteria aqui de Bauru que eu já tinha ido antes, mas que na época não tinha experimentado o quiche mediterrâneo deles. Só que agora eu to trabalhando perto de lá (aliás, em breve vou falar aqui no blog sobre o meu trabalho novo hihi) e depois que experimentei essa delícia, não quero saber de mais nada. É divino e super levinho. E pela foto já dá pra vocês verem o quanto é graciosa a decoração que eles fazem também no prato, né? Comida bonita e gostosa = puro amor.

Palestra de beleza no Top Chic 2013

Palestra de beleza no Top Chic 2013

E pra fechar agosto com chave de ouro, participei de um evento chamado Top Chic que já tá na sua quarta edição e serve como um painel de tendências pra próxima estação. Esse evento sempre foca em três áreas que mudam de ano pra ano e dessa vez as contempladas foram a moda, a beleza e o visual merchandising.

A palestra de beleza foi legal à beça! Quem ministrou foi a maquiadora Cinthia Sganzella e o hairstylist Edu Oliveira, e além de trazerem tendências de cortes e cores de cabelo tanto pro público feminino quanto pro público masculino, eles ainda falaram sobre as academias internacionais de beleza e o Edu compartilhou as suas preferidas com a gente (:

E fim. O post não ficou nem parecido com o “rapidinho” que eu havia planejado, mas tudo bem hehe.

Bisous, bisous.