Ontem começou mais uma edição do SPFW, dessa vez com a Iódice abrindo os trabalhos da temporada (a À La Garçonne já havia se apresentado no sábado, mas por motivos que não foram divulgados, a marca ficou de fora do line-up oficial do evento). Com uma programação muito mais corrida do que o normal, esse SPFW N44 terá apresentações só até quinta-feira (e não até sexta, como de costume), com uma média de oito desfiles acontecendo por dia! Ou seja, dá-lhe correria pra acompanhar tudo o que vai rolar essa temporada, que acontece mais uma vez na Bienal do Ibirapuera.

Infelizmente, dessa vez não vou conseguir dar um pulinho por lá pra conferir a edição, mas em compensação, decidi fazer aqui no blog algo de que gosto muito: falar um pouco sobre as inspirações de cada desfile e dar meu pitacos sobre as coleções apresentadas. Espero que vocês acompanhem os posts e tenham um tantinho de paciência, já que eles podem atrasar um pouquinho, mas aos poucos vão aparecendo por aqui :)

São Paulo Fashion Week N44 | Dia 1

Mesmo fora da programação oficial do SPFW, decidi falar sobre a apresentação linda da À La Garçonne, marca comandada por Alexandre Herchcovitch e Fábio Souza, que desfilou sábado no Theatro Municipal de São Paulo.

Assim como em outras coleções, a marca não se prendeu a um estilo único e colocou na passarela uma variedade de peças que tendem a agradar diversos públicos. Os looks vão do total streetwear até vestidos rodados de estampa liberty, e é bem gostoso ver uma grife que faz da sua pluralidade sua marca registrada.

Em uma entrevista que os designers deram para o site da revista Marie Claire, achei especialmente interessante quando Herchcovitch disse que a À La Garçonne era uma marca para todo mundo, com a liberdade de fazer o que quisesse, a hora que quisesse. E é esse mesmo o conceito que se vende na passarela. São quase 70 looks que vão da menina de camiseta branca com o nome da marca impresso, até as mulheres poderosas com vestidos cheios de rendas, e os garotos de parka (sempre presentes nos desfiles da marca) e peças militares. Tudo lá com o bom gosto de sempre da ALG e o styling incrível de Maurício Ianês.

São Paulo Fashion Week N44 | Dia 1

Foi em clima de aniversário, na comemoração de seus 30 anos, que a Iódice fez seu desfile no Palácio Tangará, hotel que foi inaugurado há pouco tempo em São Paulo. E como todo aniversário que se preze, especialmente naqueles em que a data comemorada é tão simbólica, há sempre um pouco de nostalgia no ar, como se olhássemos para o passado para ter forças para enfrentar o futuro.

A proposta que a Iódice colocou na passarela segue bem essa ideia e mistura tudo aquilo que já faz parte da história da marca com um pouco de frescor dos novos tempos. Na homenagem ao passado, estão lá as mulheres sensuais da grife, de vestidos longos e fendas aparentes, sempre com peças assimétricas. Do frescor dos novos tempos, vem as cores e estampas geométricas, todas inspiradas pelo trabalho da artista Sonia Delaunay, além de um pouco de brilho e franjas, que aparecem ora nos casacos, ora nas barras das saias e ora em camadas nos vestidos.

Uma festa colorida, sexy e elegante, bem como os 30 anos merecem.

Fotos: Zé Takahashi da Agência FOTOSITE para o FFW

 

Beijos e até amanhã com os desfiles do segundo dia.