Para ver a primeira parte desse post é só clicar aqui.

A L’officiel Brasil de setembro foi uma surpresa pra mim. Uma surpresa boa, é importante frisar. Nas duas capas que a publicação colocou esse mês nas bancas, as duas fotografadas por Paulo Vainer, a imagem de Sabrina Sato consegue ser ainda mais estonteante do que o normal, fugindo de qualquer obviedade.

A minha preferida é a primeira versão, em que Sabrina aparece meio deitada/suspensa em cima do capô do carro. Ficou lindo, lindo esse desenho formado pelos braços dela! Além disso, as cores tão muito bem pensadas e dosadas, e na segunda capa, onde é tudo tão quente, nessa mistura de vermelho, laranja e rosa, os tons só favorecem ainda mais a beleza dela.

Outro ponto positivo pra mim é que eles souberam segurar a mão e fizeram uma capa limpa, que tem chamadas em lugares certos. Tenho pavor de muita informação, colocando junto&misturado, sabe? Acho bonito quando a revista se importa em valorizar a foto da forma como ela merece e trazer o que é realmente essencial na capa.

Pra ser sincera, essa pra mim essa já é a edição mais linda que a L’officiel publicou desde sua estreia por aqui!

Apesar de ter comprado a Vogue US no começo do mês, foi só ontem que eu consegui sentar pra ler a revista. E o resultado é que fiquei muito feliz de tê-la trazido pra casa.

Apesar de eu não ter amado loucamente a capa logo que bati os olhos nela, achei a imagem bem fresca, e o legal é que com o passar o do tempo, quanto mais eu olhava pra ela, parecia que mais charmosa e bonita ela ia ficando. Mágicas de Mario Testino, né. Além disso, achei interessante que apesar de propostas bem diferentes, tanto a Vogue Itália, quanto a Vogue US e a Vogue Japão resolveram apostar nessa ideia de trazer um time de modelos na capa. Aqui, a ordem de chamada ficou assim: Joan Smalls, Cara Delevingne, Karlie Kloss, Arizona Muse, Edie Campbell, Imaan Hammam, Fei Fei Sun, Vanessa Axente e Andreea Diaconu.

A ideia dessa edição da Vogue, especialmente, é mostrar que a era de supermodelos (lembram dos anos 90 com Claudia Schiffer, Naomi Campbell e Linda Evangelista?) acabou e que agora é a vez de uma nova geração, que atende pelo nome de “Insta Girls”. O termo, é claro, tem tudo a ver com essa era de super exposição nas redes sociais que estamos vivendo, principalmente com a febre do Instagram, e eu achei legal a forma como eles trataram essa ideia. A Vogue até liberou um vídeo de bastidores, mostrando as modelos conversando sobre isso e comparando as modelos dos anos 90 e o que elas representavam com essa nova geração.

Detalhe-amor: Karlie Kloss tem risada de Miss Simpatia <3

E por falar em Naomi Campbell, olha ela aí, na capa da Harper’s Bazaar México & América Latina.

Pra mim esse é outro exemplo de capa que soube valorizar a imagem e trazer as chamadas na medida exata, ainda brincando com a disposição delas e enfocando os pontos chaves da publicação.

Achei essa capa chique e bem forte, dessas pra colocar à vista no quarto e na sala pras visitas verem. E ah, a imagem é do fotógrafo Hao Zeng.

Bisous, bisous

Continua…